Nova PRF, a Proposta

Recebi aqui no CdP uma mensagem, divulgando um site que eu não conhecia, de policiais rodoviários federais. Pelo que li é mantido com o apoio de sindicatos de classe dos servidores da PRF. O título é Nova PRF.

No link indicado para nossa leitura, consta um vídeo, dividido em duas partes, com uma mensagem bastante direta, e um relato claro e transparente do que pensam os trabalhadores da referida instituição. Recomendo a audição, aposto que muitas outras categorias profissionais vão se identificar com a narrativa.

O salário de um policial rodoviário federal não vai tão mal diante da realidade das instituições de segurança estaduais. Tanto é que a profissão, a cada concurso (quando realizado efetivamente, vide denúncias), faz com que sejamos “desfalcados” de bons colegas, que pedem exoneração da Polícia para ingressarem na PRF.

Mas salário razoável não é o suficiente para quem escolhe a profissão. Verdade que muitos, em todos os cargos, de todas as corporações, visam apenas muito salário e pouco trabalho. Conheço muitos assim, infelizmente, para nós, cidadãos. Contudo, quem está fazendo o que gosta, se dedicando a realizar uma atividade na qual acredita e atribui importância social, a frustração é grande.

Que servidor, no sentido real da palavra, já não se sentiu impotente quando não conseguiu levar a frente uma investigação? Ou fazer a segurança de um perímetro abalado por ondas de violência? Ou, no caso, deixar as estradas mais seguras, contribuir para que famílias e trabalhadores cheguem a suas casas sem maiores problemas?

Não sei das questões internas, da política de administração e demais assuntos relativos à Polícia Rodoviária Federal. O que sei é o que leio nos jornais, nos casos em que a imprensa resolve dar divulgação. Bom que a internet alcança longe.

Sabemos que a sociedade em geral não acha de grande relevância a questão salarial do servidor. Mas espero que, em se tratando da qualidade do serviço oferecido, e da forma como ele é feito, o tema seja debatido e divulgado. É problema de todos.

Você pode ver os vídeos mencionados diretamente no youtube, acessando o link por meio das imagens abaixo.

|   |  

Talco e Pólvora

Hoje dediquei um tempinho no blog, mas na parte dos bastidores, nada de conteúdo. Mas pra não passar em branco, joguei no Flickr algumas fotos da ultima apreensão feita lá na base.

O material foi apreendido em uma favela em Madureira, e estava enterrado. A parte curiosa é que, como já sabemos há muito tempo, cada vez mais estão presentes no tráfico de drogas, pessoas que têm conhecimento de armamento. Notadamente ex-policiais e ex-militares, se falarmos de atuação direta.

Vejam como eles fizerampara armazenar munições de calibre 7,62 , 5,56 e 9mm. Colocaram dentro de garrafas pet cheias de talco. Ou pó de gesso, sei lá, eu não cheirei 😉 Assim evitam que a umidade danifique as munições, que depois de desenterradas serão usadas para atirar na gente e nos cidadãos de bem. Criativos né.

Além da grande quantidade de munição, foram 2 pistolas; um AK-47 cal. 7,62; uns 200Kg de maconha; e centenas de papelotes de cocaína. Fotogaleria abaixo.