Repugnante

Estupefato eu fiquei. Vou te contar. Infelizmente já vi em vídeos do Youtube centenas de cenas de violência policial praticadas contra cidadãos inocentes ou criminosos. São momentos em que sinto grande e verdadeira vergonha de compartilhar de um cargo policial com determinadas pessoas.

Mas, verdadeiramente, hoje não fiquei só enojado ou envergonhado. Senti na verdade uma ânsia de vômito. Desgosto. Abominável.

Em São Paulo, a imprensa noticiou um caso que ocorreu em 2009. Agentes da corregedoria da PCSP preparam um flagrante, com o intuito de prender uma escrivã acusada de receber propina para ajudar um criminoso. Eles mesmos filmam. O que segue, no vídeo que pode ser visto nas páginas do heróico Flit Paralisante, é de se lamentar.

Nem vou escrever sobre o assunto, não há nada a ser dito, as imagens falam por si. Criminoso é preso porque desrespeita a lei, mas também tem a proteção da mesma lei, e o que se vê é um escárnio. Não é violando leis e direitos humanos consagrados internacionalmente que se combate crime. As mulheres, principalmente, imagino o que sentiram ao ler a notícia e ver as imagens.

Sobre a parte legal, basta ler este artigo, acho até que o professor pegou leve.

Fico imaginando, se fizeram isso com uma mulher que sabe e entende seus direitos, é instruída, etc… imagino o que não fazem com cidadãos mais humildes. É o fim.

26 ideias sobre “Repugnante

  1. Pingback: Tweets that mention Repugnante -- Topsy.com

  2. A corregedora-geral da Polícia Civil de São Paulo não viu nada de mais… De repente, se tivesse sido a vagina da filha da doutora exposta, pensaria melhor.
    Senti ali uma picuinha por parte do carinha de vermelho (Delegado) em relação à suspeita. Sei lá, pareceu bem mais que um simples flagrante, coisa antiga.
    No mais, os policiais poderiam ter saído legais da situação, mas deixaram o pessoal em primeiro lugar. A razão não prevaleceu.
    Se a “moda” pega…

  3. O que me deixou mas impressionado, foi o fato, do Ministério Público, e a Magistratura de lá, não ter visto nada de anormal…….

  4. Edu,

    Vou te dizer que não senti nausea não.

    A revista foi feita por policiais femininas e, se o flagrante não fosse procedido ali mesmo, como o próprio delegado admite, iriam alegar que foi forjado. Cana seria para toda equipe ali da corregedoria.

    Aliás, pelo que sei, já estão dizendo que foi, simplesmente porque o investigador da corregedoria não conseguiu filmar a tomada exata do momento em que o flagrante foi retirado das calças da escrivã.

    Eis aí, está tudo dito, o velha moral seletiva atrapalhando o trabalho policia.

    abs,

    Soares

  5. Patrícia, acho que foi a síndrome do superpoder…

    Machado, isso desmistifica muita coisa né.

    Soares, quase sempre concordamos, mas nessa eu discordo de ti. Quem arrancou a força as calças da acusada foi um homem, a mulher que estava lá ajudou timidamente.

    Revista íntima já é uma coisa humilhante, não obstante seja necessária em situações excepcionais (como ingresso de mulheres no sistema prisional em dia de visita). Agora, revista íntima em mulher, praticada por homens, e ainda por cima filmado, é o fim dos tempos.

    Alegar posteriormente, caso a revista fosse feita de acordo com a lei, mesmo sem filmagem, que a prova foi plantada, é uma tese de defesa. Porém, uma tese facilmente destruída, fosse um trabalho sério. A exemplo, podemos citar as centenas de prisões de mulheres que tentam entrar em presídios com drogas e outras coisas escondidas em suas intimidades. Fosse assim ainda, o que seriam feito de todos os milhares de flagrantes diários no Brasil inteiro, nos quais policiais apresentam um suspeito, o material ilícito e a estória, sem que nada seja filmado? Não são condenados, afinal?

    Segundo a notícia, a filmagem dura mais de 50 minutos. Eles tiveram tempo de acreditar na denúncia do bandido que não queria ser indiciado, tirar cópias das cédulas, apanhar a filmadora, se dirigirem até o local da diligência, sabendo que a suspeita era uma policial feminina… e ninguém teve a basilar idéia de seguir com uma mulher lotada na corregedoria? Não existem mulheres lotadas lá? Ou se existem, nenhuma é de confiança, é honesta? Ora, mesmo que não tivessem tido essa percepção antes, nessa uma hora de convencimento para fazer a suspeita se despir ilegalmente em frente a todos, daria tempo de chegar uma mulher de qualquer delegacia, da própria corregedora chefe. Ou nenhuma mulher faria o trabalho corretamente, são incapazes e desonestas? Bastaria manter a acusada lá mesmo naquela sala, sem a deixar fugir da vigilância para se desfazer do dinheiro (que, aliás, nem configura o flagrante, é mera materialidade do crime, podendo haver condenação mesmo que não fosse encontrado).

    Em cana penso eu que deveria ter ido todo mundo que estava naquela sala, assistindo um crime ser praticado e nada fazendo. Todos praticaram aquele crime, pois sendo servidores públicos, é ação por omissão. O abuso de autoridade me parece facilmente detectável.

    O que não dá para aceitar é que, na ânsia de combater o crime, se passe por cima de tudo e de todos. Se rasgarmos a lei quando nos for conveniente, ela estará rasgada quando precisar nos proteger. Já era os tempos de polícia truculenta e ignorante, a violência só pode ser empregada para repelir violência. Se não aprendermos a trabalhar com inteligência, não vamos servir para nada mesmo.

    A escrivã já foi expulsa da polícia, e está sendo processada, espero que pague pelo crime que cometeu e sirva de exemplo contra a falta de moral de policiais corruptos. Assim como espero tenha sido efetivamente indiciado e processado o sujeito que denunciou ter sido cobrado para fugir da aplicação da lei sobre si. Mas espero também que o excesso seja punido exemplarmente, e não abafado politicamente como foi feito desde a ocorrência em 2009. Porque se a pessoa não consegue pensar e ter tranquilidade para exercer o ofício de policial dentro da própria delegacia, com horas para decidir o que e como fazer, com a situação completamente sobre controle, imagino o que faz em situações que exigem uma ação decisiva rápida, na rua, no calor dos acontecimentos, com a própria vida ou a de terceiros em jogo…

    Bom, é isso que penso a respeito. Abração!

  6. É, Eduardo… Não foram nada inteligentes. No fundo, eu tenho mais pena deles que jogaram a carreira no lixo por causa de uma criminosa.

  7. Eduardo, como diria a mulecada de hoje, você Mitou..kkkkkkkkkk Parabéns pelo texto….

  8. Patrícia,
    Acho que jogaram a carreirra no lixo não. Isso provavelmente, será esquecido com tempo. A mídia esquece. Infelizmente.

  9. Infelizmente a polícia esta muita despreparada e ainda usa métodos aplicados na inquisição e da policia secreta GESTAPO, na época do nazismo.
    Estamos no século XXI vendo este vídeo, estas pessoas não parecem nem seres humanos parecem togloditas da idade da pedra.
    O ESTADO tem que ser reponsabilizado pelo despreparo deste “policiais”, falta de aparelhagem tecnológicas para fazer revistas como a dos aeroportos. A corregedoria deveria dar exêmplo e respeito a dignidade da pessoa humana. Se trata o policial desta maneira que dirá um simples mortal.
    O LEGISLATIVO tem que acabar com este sistema policial e criar outro modêlo de policia. Este resquício da ditadura ficou ainda infelizmente, pois muitos policiais civis, militares, federais faziam parte da policia repressora (DOPS). Muitas dela acham que a ditadura esta em vigor em nosso país.
    A Constituição Federal de 1988 que exirpou a Ditadura Militar de nosso território nacional, embora O SISTEMA não sabem diso! E continuam sendo doutrinados pelo este nefastos “ensinamentos”.
    Por isto que o tratamento dado a esta escrivã, pelos comentários acima dizem que o procedimento é normal. Este algozes já estão acostumados ser tratados assim, e por isso dão o mesmo tratamento. Sofrem de SÍMDROME DE ESTOCOLMO (vítimas que sofrem abusos de seus superiores e veêm nelês seu elo de salvação.
    Aqui vai minha repugnãncia por este tratamento dado a escrivâ de polícia.

  10. indignação,essa a palavra que nós brasileiros,acredito eu,que a maioria sentiu ao ver aquelas cenas expostas.

  11. O vídeo que assisti me entristeceu bastante. E lendo o que se falou sobre o caso, felizmente percebi que as pessoas não perderam sua noção de certo e errado. O que aqueles homens fizeram com a escrivã de polícia foi abusurdo, dramático, repugnante, incompreensível, imoral, irracional, nojento, arbitrário, lamentável, cruel. Se eles vissem sua mãe ou irmã passando por aquilo, as lágrimas certamente rolariam dos seus rostos duros de pedra.

  12. Caramba, não consegui ver o video mas imagino …
    Abraço

    obs.: gosto muito do seu blog.

  13. Nusss… que serviço… desculpe o linguajar, mais nao tem outro, CAGADA, ou melhor dizendo nao seria uma cantada mal dada alguns anos atras, tudo que me pareceu, a ancia de prejudicar, vingança contra ela, deixaram a transparencia de lado, estranhamente somente no momento do aparecimento das notas nao ficou evidente que as notas foram localizadas com ela e sim sao vistas nas maos do Delega as contando. Covardia, serviço mal feito, deviam sim ser punidos com rigor, para aprender a trabalhar. Incrivel, me sinto revoltado com as cenas, nao queria nem pensar se fosse minha parente, ate arrepio.COVARDES

  14. Pingback: Brasil: Escrivã é despida por policiais homens dentro de delegacia · Global Voices

  15. Pingback: Brasil: Escrivã é despida por policiais homens dentro de delegacia (via globalvoicesonline) « A REDE da Cidadania

  16. Eai Eduardo to vendo que voltou com a Corda Toda rsrsrs temas e mais

    temas,Bom andei sumido em vista de estar um pouco chateado pela Reprovação…mais enfim…vamos ao assunto rsrs, como bem disse a colega patricia, jogaram a Carreira no lixo por Nada…,perderam a
    Razão Completamente.Isso deve ser feito de tanta Corrupção… kkkkkkkkk

    estresse sobe a cabeça kk se que me entende Eduardo kkkkkkkkkkkk

    forte abraço Patricia e Eduardo 😀

  17. Se eu responder “Forte abraço”, vai parecer tão masculino. kkkkkk…

  18. SIMPLES: Imaginem se na situação, houvesse uma DELEGADA DE POLÍCIA, como suspeita. Pergunta-se: Esse PUTO desse delegadozinho, faria o mesmo???

  19. kkkkkkkkkkkkkkkkkk, a então manda um beijo rsrsrs ^^

  20. Leandro, se eu tivesse nascido homem, a minha vida seria muito mais fácil. rs… Bjs. Você não tem mais orkut?

  21. Opa Leandro, siga em frente! Lembra aquela filme tosco do Van Dame, “Retroceder nunca, render-se jamais!” rsrs

    É brabo, imagine que uma equipe da PCSP faça a mesma coisa com uma mulher suspeita, em qualquer ocorrência. Quem vai ter moral para puni-los? Esses delegados do vídeo? Acho que não… 😉

  22. Pingback: Brazil: Female officer strip searched by male investigators · Global Voices

  23. Pingback: Brazil: Female officer strip searched by male investigators | Daringsearch

  24. Não não paatricia estou so com msn…,mais usou um fake ….se souber add pelo email..o Orkut..e lekittoxd2@hotmail.com ,se não me manda o email que vc usa no Orkut ok ? bjs…saudades eo Diogo nogueira ?

  25. Pingback: Repercutindo o Blog: Operação Pelada chega ao Global Voices | Blog do Pannunzio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *