Início » Em QAP

Erro Esclarecedor

Publicado em 03/12/2009 - Categoria: Em QAP

odia_01_dez_09

O título da notícia do jornal O Dia do dia 30 último, provavelmente digitado errado pelo estagiário, mostra, sem querer, uma situação paradoxal que vivem os cidadãos da maioria dos estados brasileiros.

A notícia dá conta da morte de mais um militar. Segundo as macabras contas atualizadas do blog Praças da PMERJ, só em 2009 foram assassinados 92 policiais militares, e 11 policiais civis.

Mas o que chamou a atenção foi o título “Tentativa de assalto mata policial que seria de Eurico Miranda”.

Um soldado da PM é pago, por seu serviço, com R$ 1 mil reais em média por mês. Um policial civil recebe em média por seu trabalho a quantia de R$ 1.6 mil reais para se sustentar. Acrescente aí na conta, além do sustento da própria família, que eles têm que comprar os equipamentos que precisam para trabalhar, que não são fornecidos pelo empregador. Ao menos no Rio, que é o estado que paga o pior salário aos servidores.

Não resta dúvida que se o policial não tiver um segundo emprego, fica difícil. E no fim das contas, adivinha qual emprego vira o “bico” de quem faz segurança privada, a Polícia ou o trabalho de vigilante/escolta?

Pois é, já há muito tempo se fala, quem manda nos policiais, a grosso modo, não é o Estado, é o seu Manel da padaria. Para a grande maioria das corporações, e nisso entram também os servidores do Corpo de Bombeiros, é impossível ter uma vida profissional dedicada ao serviço para o qual fizeram sua escolha de vida.

Uma pessoa que faz concurso para a PM não quer ficar plantado na porta de uma farmácia, esperando para reagir a um assalto; ela quer patrulhar as ruas, detectar ações delituosas e impedir o crime, protegendo a população. Um cara que faz concurso para ser bombeiro não quer ficar atrás de um ´mauricinho´ madrugada a dentro em clubes noturnos; ele quer combater incêndios perigosos, salvar vidas após desastres. Quem faz concurso para ser policial civil, certamente não quer ficar fazendo escolta de caminhão de cigarros, ou plantado na porta de uma casa de shows como um leão-de-chácara; ele quer investigar crimes, quer encontrar o autor de assassinatos, desarticular quadrilhas.

Só que não é essa a realidade que estes profissionais encontram quando começa a trabalhar. Percebem que o salário divulgado era enganoso, e vêm que o cinto está apertando.

Hoje vemos o esvaziamento das corporações. Por semana uma média de 10 aposentadorias na Polícia Civil. Na PMERJ está tão difícil contratar que reduziram a altura mínima exigida para o cargo, para ver se conseguem englobar mais gente.

E ainda se vê por aí “especialistas em polícias”, com os velhos discursos mofados, o velho blá blá blá. Não percebem eles que, se não mudarem suas pregações vazias e repetitivas, seus dias de holofotes, entrevistas, e verbas públicas sem concurso estarão acabados. Afinal, se deixar de existir a Polícia, do que eles viverão?

43 comentários »

  • Calígula comentou:

    Pois é!E o nosso “QUERIDO BOB” ainda convida gente de fora para ajudar na segurança,imagine quanto isso deve custar!Tenho três dicas pra ele que provavelmente são cumpridas em Nova Iorque:fazer a POLÍCIA funcionar(salários,concursos,equipamentos etc);punir marginais(não isso que vemos diariamente);e reduzir drasticamente a miséria(e parar com projetos ridículos como internet grátis,que apesar de interessante não elimina desigualdades sociais).Não sou “poliçólogo” mas tenho certeza que isso diminuiria bastante a violência.

  • Eduardo comentou:

    Não entendo bem espanhol, mas acho que o pessoal na Cidade do México achou que jogou dinheiro fora chamando um “especialista” que não sabe nada do sistema legal do país, do que poderia ou não fazer legalmente, e que não conhece a cultura local.

    Pelo que entendi disseram até que foi um convite para vender jornal, fazer propaganda do governo, mas que não trouxe nada de positivo.

    http://www.youtube.com/watch?v=75tx183Q5EY

    Alguém sabe espanhol? 😉

  • Patrícia. comentou:

    A situação da PMERJ é muito difícil, não desmerecendo a PCERJ. Estou acompanhando a comunidade deles (PMERJ) no orkut, e sempre constato o desânimo e até certo grau de desespero.
    Estão até fazendo piadas em relação ao limite de altura ter diminuido… piadas do tipo: “um exército de playmobils”. Sei lá, sabe… não sei até que ponto isso pode interferir na capacidade profissional de alguém, mas… bom, não sei mesmo.
    Entristece muito essa estatística. São muitos policiais perdendo a vida.
    Quando não morrem e ficam condenados a uma cama, o Estado não ajuda. As pessoas tem que fazer campanhas para doaçoes em dinheiro, em alimentos, fraldas, etc… uma vergonha total.

  • Eduardo comentou:

    Pois é Patrícia.

    E intrigante também é ver, quando acontecem as previsíveis tragédias do cotidiano carioca, as pessoas se manifestarem em entrevistas, ou comentários em blogs e imprensa online, revoltadas, só críticas. Será que essa massa espera mesmo que, tratando da forma como trata uma categoria profissional, se possa exigir da mesma bons resultados?

    Havemos de saber o que exatamente cada um poderia fazer, individualmente, para reverter esse quadro.

  • EDSON comentou:

    Boa tarde, toda essa incompetencia dos governos, esta sucateando não só ás policias, mas também todo o serviço publico em geral, praticamente todos os estados, o funcionalismo se encontra assim.
    E pelos seguidos escandalos nas cupulas dos governos, percebe-se que esse sucateamento não se da por falta de dinheiro, são poucos do governo que se fartam de dinheiro, enquanto uma grande maioria tem que se virar como podem.
    Nós funcionarios publicos e toda população temos que começar cobrar esses politicos mais seriamente, porque não da mais pra gente ver tanta corrupção e ficar-mos de boca aberta, esperando melhoras.
    Temos que exigir dos politicos respeito com o nosso dinheiro, e basta á corrupção.

  • Machado comentou:

    Olá pessoal.Eduardo,esta questão de diminuir a altura para a pm é oficial?

  • Eduardo comentou:

    Edson: concordo, a internet ajuda nisso, a contribuição mínima seria cobrar os parlamentares pelo e-mail deles. Volta e meia mando um, alguns são lidos, outros ignorados, mas serve para perceberem que estamos cobrando.

    O problema é que muita gente, a maioria, ainda abaixa a cabeça em troca de qualquer trocado. Mas vamos revertendo isso.

    Machado: sim, foi anunciado nos jornais, deve valer para o próximo concurso, só não me pergunte a nova altura exigida hehe

  • EDSON comentou:

    Bom dia, infelismente tem esse detalhe, mas eu tenho percebido que existem muitos companheiros de todas as classes do serviço publico super-indignados, e tambem tenho percebido que muita gente que em um tempo atras estava em cima do muro, hoje ja esta participando dos debates sobre esse assunto, e também que tem aumentado em muito as pessoas de ponto de vista definido.
    Os emails parece pouco mas como o amigo disse, começar-mos á bombardear esses politicos todos os dias, nós conseguiremos em um medio prazo ótimos resultados, parece pouco, mas imagine o Brasil inteiro mandando email para um certo politico, cobrando dele dignidade no cargo.
    Ele vai se sentir acuado, das duas uma, ou ele vai começar fazer alguma coisa ou então vai ficar apavorado e vai sair fora.

  • Calígula comentou:

    Patrícia:muitas vezes o aluno durante o curso de formação(polícial ou militar) tende a achar que vai fazer e acontecer quando formado,isso porque seu ego sobe demais.E quando ocorre uma desgraça e ele passa a depender de pensão ou auxílio,é que vem o choque com a realidade.Assim o outrora idealista é discriminado pela sociedade que defendia e por governos miseráveis que o tratam como inútil.Todo o polícial(nato)sabe ou vai saber isso algum dia,seu único apoio é a família ou amigos.Os governos nunca dão a mínima para sua condição,é só consultar as viúvas dos mortos em combate para termos certeza disso.

  • Patrícia. comentou:

    Sim, Calígula, é verdade.

  • Eduardo comentou:

    Mas essa sensação, mesmo que falsa, de que podemos contribuir para mudar “o mundo” (leia-se, nossa realidade local), não tem preço! 😉

  • Calígula comentou:

    Também acho,por isso admiro e muito os guerreiros que ainda existem,pena que a CASTA política não pense o mesmo.

  • Sub Marcos comentou:

    Bom dia a todos. Um assunto fora do contexto, ora proposto pela postagem do editor, mas que vem a calhar com o comentário do Edson. Com o advento da PEC 41 e 300, os PM , iniciaram uma verdadeira avalanche de emails aos deputados, senadores e ate mesmo ao Lula. De uma certa forma, surtiu resultados. Um deles foi um Dep do PI que na minha humilde opinião, foi infeliz e perdeu uma boa oportunidade de ficar calado e apos o bombardeio de emails, se redimiu. A PEC 41 foi votada de forma rapida. Jogada politica? N sei! Mas é uma forma de pressão para que sejamos reconhecidos e valorizados, tanto os PM, PC e BM. E peço aos assiduos colaboaradores deste blog que nos ajude nessa guerra.
    Um forte abraço.

  • EDSON comentou:

    BOM DIA, EU TENHO CERTEZA ABSOLUTA QUE ESSA É A SOLUÇÃO MAIS RAPIDA, BARATA E EFICAZ, EU TENHO FEITO ISSO E TENHO OBTIDO OTIMOS RESULTADOS, POR ISSO EU CONCLAMO A TODOS QUE TIVEREM UM ASSUNTO EM PENDENCIA, UMA P.E.C PRA SER VOTADA, UMA INDIGNAÇÃO COM ALGUM POLITICO, DIVULGAR ISSO PRA QUE NOS TODOS JUNTOS POSSAMOS UNIR FORÇAS E BOMBARDER-MOS OS EMAILS DESSES POLITICOS E INSTITUIÇÕES.

  • Patrícia. comentou:

    A policial do post “Denúncia do Praças da PMERJ”, suicidou-se. Já comentei na comunidade da PMERJ há dias, agora estou sem dedos para digitar algo. Ela tinha depressão e não obteve a ajuda necessária.

    O post foi necessário, pena que o pessoal começou a denunciar situações estranhas… não deu…
    Ficavam denunciando, aí vinha outro e se “defendia”, uma bagunça danada. Não se resumiam a apenas comentar o ocorrido, a tentativa de estupro.

  • Sub Marcos comentou:

    Patricia, bom dia. Por favor, como é esse caso. Se for possivel de mais detalhes . è o blog Praças da PMRJ?

  • Patrícia. comentou:

    Sub Marcos, bom dia para o senhor também.
    http://pracasdapmerj.blogspot.com/2009/11/adeus-sdpm-nair-nos-pracas-lhe.html

    Eduardo (Editor) colocou aqui no blog, sendo que algumas pessoas começaram a denunciar fatos que nada tinham a ver com o post, aí ele (com razão) apagou alguns comentários e bloqueou definitivamente a janelinha dos comentários.
    http://www.casodepolicia.com/2008/09/12/denuncia-do-pracas-da-pmerj/

  • BRADOCK comentou:

    Amigos, Muito bom dia a todos,

    Com esta mobilização nacional envolvendo a PEC41 e PEC 300, temos notado a aproximação de alguns políticos à nossa classe, serão oportunistas ? Não sei mais temos que tirar algum proveito desta situação. Aqui em MG, como já comentei pordiversas vezes, a Segurança Pública é mascarada e administrada por “poliçologos” como disse o nosso Amigo Calígula , que cobram estatisticamente resultados e nós estamos fazendo parte deste Teatro, pois para demonstrar que o Governo deu certo investiu em Segurança tem que baixar índices assim como:

    1. Socorre-se um baleado não para salvá-lo e sim para que se registre sempre uma Tentativa de Homicídio e não um Homicídio Consumado;
    2. Roubos a Mão Armada, são registrados como Extorsão. É menos violento para a vítima não é?
    3.Quando é Homicídio Duplo ou triplo, registra-se apenas um é mais romantico né?
    E por aí vai, tudo manipulado para manter os dados, todos somos culpados, todos fazemos parte disto, alcançamos metas ganhamos “Prêmio Produtividade” e assim seguimos uns mentindo e outros fingindo que acreditam que as nossas cidades de MG são as mais seguras do País.ESTA PRATICA É MUITO PERIGOSA, UM DIA SEREMOS COBRADOS. Por isto em 2010 AÉCIO NEVER!!! Um grande abraço ao Eduardo, Patrícia,Sub Marcos, Calígula,Machado, Edson… Todos os Guereiros de uma forma ou outra tentam fazer uma Polícia Melhor e mais humana.

  • Calígula comentou:

    Bradock,aqui no Rio acontece algo parecido.Toda vez que se vê uma “Otoridade” policial subindo morros, prendendo marginais(com uma contância acima do normal) e dando muitas entrevistas para a imprensa;certamente aquela irá concorrer a algum cargo nas próximas eleições ou fazer parte de alguma chapa política.Isso não desmerece as muitas que são honestas e executam com competência o seu papel.Mas qualquer cidadão fluminense sabe que muitos policiais se arriscam(quando não morrem)para enxugar gelo ou promover a carreira política de alguém.OBS:sei que alguns se empenham em representar de verdade a categoria,mas estou tratando aqui dos maus.O que me impressiona é que parece um filme repetitivo,é incrível a semelhança!A blogsfera policial comprova esses fatos.Amigo!Aquele abraço e boa sorte.

  • Bradock comentou:

    É isto aí companheiro, infelismente neste filme somos reais e as vezes encaramos até .50. Quanto aos maus, temos que varê-los para fora de nosso convívio, alguns meses atrás brinquei com o Eduardo e ele não gostou, mais o perfil dele é de uma pessoa honesta, leal e que poderia representar seriamente sua categoria, precisamos de pessoas assim, hoje uma ferramenta maravilhosa chamada Internet. Valeu Eduardo 2010 kkkkkkk

  • Eduardo comentou:

    Patrícia, quanto à militar, uma tragédia anunciada mesmo. Até hoje a verdade dos bastidores não foi revelada ao público; mesmo porque, parecem mesmo desinteressados, bem com a imprensa. Difícil sabermos tudo que aconteceu mesmo. Uma lástima o fim de uma vida, ainda mais dessa forma.

    Bradock, não inventa! Hehe. Não sou exemplar, erramos como todos erram; este fardo é muito pesado para ser carregado 😉

    Não estou conseguindo atualizar o blog, o WordPress, ferramenta que uso para fazê-lo, foi atualizado para uma nova versão, e, apesar de parecer normal aqui, na parte publicada, a área de administração está toda cheia de bugs. Não aparece o local onde se escreve os textos, estou há uma semana tentando resolver esse problema, e ainda não consegui. Que saco!

    Mas, estamos aí.

  • Bradock comentou:

    Calma Companheiro você chega lá….

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Amon Jessen comentou:

    A policia civil do Brasil esta totalmente em crise, aqui no Maranhão a situação é terrível e a cada dia impulsiona o policial para buscar outros caminhos, como se o trabalho policial fosse um bico, estamos inclusive perdendo o sentimento de corporativismo, o que é gravíssimo, o texto é nacional, embora voltada para a realidade do RJ, temos que lutar contra as armadilhas internas e contagiosas que são armadas pelos Delegados (a maioria) e muitos investigadores e escrivães que são escadas para as pretensões deles, é sempre assim.
    Boa sorte e lucidez.

  • monica comentou:

    BOA TARDE,SOU VIUVA DE UM POLICIAL MILITAR E COMO TAL ME SINTO ESQUECIDA PELA PMERJ.NO 1º ANO ELES ATE SE LEMBRAM DE VC,MAS DEPOIS ESQUECEM TOTALMENTE.FICO UM POUCO REVOLTADA COM A SITUAÇAO POIS ELES DEVERIAM SE PREOCUPAR MAIS COM A FAMILIA DAQUELE QUE UM DIA DEIXOU SUA FAMILIA PARA PROTEGER E SERVIR A COMUNIDADE.

  • Eduardo comentou:

    Bradock, acho que consegui consertar hehe

    Jessen, concordo com suas considerações, mas sou um pouco otimista quanto aos novos policiais que estão entrando, incluindo delegados. Torço para que tenham força de caráter para resistir ao lado negro da força…

    Monica, é tristemente corriqueiro esse tratamento do governo. Não custa lembrar que o Rio vem sendo governado pelo PMDB há mais de 10 anos, o que já é, por si só, um forte indicativo desta tendência de administração. De olho nas próximas eleições…

  • André Romero comentou:

    Olá, não sei se esse é um tópico apropriado para perguntar, mas não resisto, hehe.

    Saiu na folha dirigida um possível concurso para Investigador no RJ. Eduardo, saberia informar algo? se é certo ou se é só boato?

    Já tô estudando…

    Grande abraço!

  • Eduardo comentou:

    Só boato amigo, mas continue estudando oras! 🙂 Vai sair outro sim, mas não tem data certa.

  • Arthurius Maximus comentou:

    O primeiro passo para isso seria o fim da escala estúpida de 24/72 e a implantação do turno diário de 8h. Mas, para isso, o governo teria que pagar melhor aos policiais. Aí… a coisa muda de figura,a politicagem e a falta de interesse imperam.

  • Mulher na Polícia comentou:

    Olá Eduardo!

    Parabéns pelo seu blog e pela qualidade das discussões aqui apresentadas.

    É minha primeira visita mas espero voltar mais vezes.

    Novinha

  • Mulher na Polícia comentou:

    Digitei o endereço do meu blog errado.
    Agora acho que vai dar certo.

    Novinha

  • geraldo comentou:

    ow patricia me fala uma coisa
    eu n to conseguindo abrir o blogo dos praças
    e agora como faço?
    fiquei sabendo por cima
    o meu msn geraldorj68@hotmail.com

  • Eduardo comentou:

    Maximus, essa escala surgiu justamente com esse propósito de desestabilizar a segurança, barateando os gastos com o funcionalismo. Típica economia porca, e o dinheiro economizado vemos onde vai parar com triste frequência nas manchetes policiais.
    Essa escala é necessária apenas para um seguimento policial, delegacia não fecha (como no Judiciário, Ministério Público e outras coisas desta importância). Então, sempre tem que ter gente pronta para trabalhar. Mas o “grosso”, que é o seguimento de investigação, não pode jamais prosperar nessa escala. Imagine um homicídio que é investigado um pouquinho no dia da morte, para por três dias, e é investogado mais um pouquinho… só o brasileiro engole isso, imagino.

    Novinha, gostei da ideia, vou acompanhar seus textos.

    Geraldo, na página de sites INDICADOS daqui do CdP já coloquei o novo endereço do Praças PMERJ.

    Abraços!

  • Patrícia. comentou:

    Gente, feliz fim de ano para vocês. E dizer que o blog, Caso de Polícia, foi um dos melhores achados da net esse ano (se não foi o melhor), pelo menos para mim.
    Felicidades, pessoal. 🙂
    P.S: Espero que em 2010 chova comentários femininos.rsrsrsrs…

  • Eduardo comentou:

    Obrigado Patrícia, desejo-lhe tudo de bom. E também torço para que chova comentários femininos aqui! Hehe 😉

  • Patrícia. comentou:

    Hummm, sei… kkkkkkk…

  • E.C.S comentou:

    Gostaria de comunicar que a PM que esta pronto para os serviços nas ruas do RJ e não receberam o r$350,00 PROMETIDOS PELO GOVERNO.

  • Patrícia. comentou:

    http://robertatrindade.wordpress.com/estatistica2010/

    Estamos em janeiro, primeiro mês do ano… quem quiser fechar os olhos, feche.

  • Patrícia. comentou:

    Por trás dessa estatística existem famílias desesperadas, existem histórias de vida.
    Cadeia uma d…

  • Eduardo comentou:

    Sem palavras. Já ficando sem esperanças. Mais dois policiais assassinados, e sabemos que contarão como mera estatística.

  • Patrícia. comentou:
  • rodrigo comentou:

    boa dia a todos. Sou soldado do corpo de bombeiros do RS e venho acompanhando as trágicas noticias que fazem referência a morte de PMs e PCs em todo o Brasil. É uma verdadeira extinção o que vem acontendo nos quadros da segurança pública. Com certeza, existe a expectativa de uma imensa maioria em abandonar as fileiras da PM e creio da PC. E não á toa. Sabemos da caótica situação em que vivemos: baixos salários, material sucateado, desmotivação, desvalorização, enfim a lista é grande. Estamos fartos dessa demagógica campanha em função das olimpiadas e da copa do mundo. Respeito opiniões contrárias, mas dois eventos mundiais que não deveriam acontecer em um país que sucumbe as desigualdades. Contudo, esses mega-eventos serão realizados aqui. Politicos que agora defendem as PECs são os mesmos que já estão a anos dentro das carreiras do executivo e do legislativo e nada fizeram para melhorar a questão da segurança pública no país. É claro, hoje temos um cabide de votos sem tamanho, e nenhum deles quer perder a oportunidade de continuar na vida regrada de oportunidades de um politico. E todos sabemos quais são. Mas o que interessa aqui é sabermos se vamos continuar apenas esbravejando sem nada mudar. Temos uma luta pela frente. Aqueles que ainda querem continuar a ser da PM, da PC dos bombeiros devem lutar pelas melhorias. Mas caros colegas, não adianta mais falarmos. Devemos agir! está na hora de cruzarmos os braços e ver o que os governos farão! Pecs só dá oportunidade para político. Temos que mostrar as nossas forças e não sucumbir a essa “compra de almas” que o governo federal está fazendo com os PMs e os PCs. Vocês já se deram conta que a ao acabar a copa do mundo essas bolsas serão extintas? Devemos olhar para o futuro e buscar melhorias reais e não paleativos. Ou vamos morrer a míngua como hoje, amanhã…

  • Graziela comentou:

    Faço minhas, as suas palavras Patrícia, adoreiii este site, os artigos são muito interessantes e expressam(me refiro aos que li até agora), veracidade.
    Parabéns ao editor.

  • Eduardo comentou:

    Graziela, obrigado pelas palavras elogiosas, e seja bem vinda para compor nossa equipe de debates incessantes 😉

Deixe seu comentário!

Escreva seu comentário abaixo, ou faça um trackback do seu site.

Aviso: Você pode comentar esse artigo e expor suas idéias. Mensagens com palavrão, ofensas, injúria ou difamatórias serã o sumariamente excluídas. Exerça seu direito de expressão respeitando o direito de terceiros.

Gravatar habilitado. Para ter uma imagem pessoal exibida, registre seu Gravatar.