Início » De Praxe

Crack in Rio

Publicado em 10/04/2009 - Categoria: De Praxe

De uns tempos pra cá temos tido apreensões cada vez mais frequentes e volumosas da droga conhecida como “crack“. Se em São Paulo esta droga já era comum, no Rio de Janeiro só agora conquista mercado, e com força total. Dificilmente me chega uma carga encontrada com marginais que não contenha este entorpecente.

O crack é um subproduto da cocaína, o resto do lixo, e seu diferencial é que o efeito nos viciados é mais rápido e brutal. A aparência física do usuário muda radicalmente com poucas semanas de uso, e a pessoa praticamente se decompõe viva!

pedras de crackO Crack é muito legal, provoca enorme risco de infarto, derrame e de problemas mentais seríssimos. Depois que penetra na corrente sangüínea, o viciado se sente cheio de energia; o ritmo cardíaco aumenta, e a temperatura do corpo sobe. Daí o drogado começa a ficar inquieto e irritado, e na maioria das vezes extremamente agressivo e paranóico. Passa a enxergar uma realidade paralela, comete crimes bárbaros sem ter consciência do que está fazendo.

Talvez seja até mesmo um novo plano político de controle de natalidade paralelo, uma espécie de genocídio tácito. Se for esse o plano, acho que pode até dar certo mesmo. Afinal, uma droga tão destrutiva como essa, entrando tão facilmente na cidade, combinado à deplorável rede de saúde pública do Rio de Janeiro… é morte na certa!

Mas, entraremos mais fundo na violência urbana a partir de agora. Tempos cavernosos virão. O leitor que reside no Rio deve estar pensando “MAIS fundo? Como isso é possível!?”. Pois é, por causa desses efeitos de alucinação e paranóia, até aquele bandidinho que antes “apenas” puxava a bolsa de velhinhas e saía correndo, agora vai aparecer do nada, estragado, e com uma arma na mão, sem qualquer limite moral, como antes, pois nunca fez parte de sua vida; mas agora também sem qualquer receio ou medo. Ele se sentirá invencível e disposto a tudo.

Já eu, estou tomando raiva desse tal de crack. Me dá uma dor de cabeça medonha! O cheiro dessa porcaria é certamente o pior de todas as drogas tradicionalíssimas das mais chiques rodinhas do Rio. É ácido de arder os olhos. E cada vez que tenho que contar 300, 500, mil sacolés com essas malditas pedrinhas, a enxaqueca é certa.

Muito melhor era antes, entrar no trem fedendo a maconha, cada passageiro que sentia o cheiro me olhava estranho. Deviam achar que trabalho na boca. Pior será agora, além de voltar pra casa impregnado com o cheiro da “marijuana”, estar com os olhos vermelhos e cara acabado como quem tomou uma surra do Maguila… agora sim, vão achar que eu dou o DONO da boca. Só que sem tanto dinheiro.

Odeio crack.

50 comentários »

  • Patrícia. comentou:

    “… comete crimes bárbaros sem ter consciência do que está fazendo…”. Bem, respeito a sua opinião, mas como o blog é democrático, dando-nos chance de divergir, concordar, etc, eu acho que quem mata, estupra, rouba, dentre outros crimes, sabe sim o que está fazendo. Conheço alguns viciados em crack, pessoas antes de família, mas que se deixaram destruir por essa droga (nunca mataram, só matam a eles mesmos). Não podemos esquecer a má índole das pessoas, pois o mal existe dentro de muitos. No mais, parabéns por mais um texto bem escrito e de idéias reais.

  • Eduardo comentou:

    Ah, sim Patrícia, foi uma generalização voltada para aqueles indivíduos com que a Polícia mais trabalha; aqueles que já não tinham dignidade nem dinheiro, que já cometiam pequenos delitos, mas para conseguir essa droga, cometerão mais, e mais graves.

    Os viciados de classe média normalmente são “vítimas”, e é até complicado prender um deles, pode o policial acabar sendo acusado de alguma coisa, nossa atual legislação é extremamente frouxa para eles. Estes viciados “de luxo” mais mal fazem a si próprios e aos próximos à eles, com furtos providenciais de eletrodomésticos e economias, quando o dinheiro acaba; mas os familiares costumam adotar uma postura protetiva neste sentido, deixando que eles consumam a droga pois o veem como doente, uma situação que vai ser revertida… até que algo pior aconteça.

    Então, sim, eles não perdem a noção do que estão fazendo, mas passam a fazê-lo com mais agressividade, menos pudor, deixam mesmo de terem medo de morrer durante as investidas.

    Enfim, o mal está dentro de muitos, mas na população mais excluída da sociedade, nos mais pobres, acaba se revelando nas notícias policiais do dia a dia, em pequenas notinhas, enquanto que o mal dos viciados autosustetáveis aparece em séries de reportagens mais comoventes e sensacionalistas, como a luta da família para recuperar o coitado ou tragédias esporádicas que tomarão a atenção dos jornais e leitores por uma semana inteira, para depois esquecerem.

    O que eu quis dizer no texto é que o que está ruim, tende a ficar pior. 😉

  • Dafnis comentou:

    Certa vez estava passando na antiga feira de itapuã/ssa/BA, tive o desprazer de ver um mendigo fumando crake atras da 12ºDP, o engraçado é que eu passei com mais 4 amigos e nenhum deles havia visto tal cena degradante como eu vi, parece que o restante das pessoas tem um certo bloqueio para com esses problemas da sociedade, e o pior esses mendigos roubam, matam e morrem para conseguir mais da droga.

  • The Punisher comentou:

    O troço fede mesmo. É com certeza a droga mais podre que existe!

  • Calígula comentou:

    Muitas vezes o cachimbo de crack acaba explodindo na cara do sujeito;realmente parece ser feito para eliminar os mais pobres,q em sua maioria ñ tem consciência do q acontece quando são usuários.

  • Eduardo comentou:

    Não sabia essa da explosão. Mais um sinal que pode identificar usuários…

  • Calígula comentou:

    Eu vi em reportagens e documentários,o usuário fica com o rosto queimado.Tem uma q é mais “engraçada”.No filme, Os Viciados(1971,com Al Pacino),feito no auge do uso de drogas injetáveis nos EUA,um personagem comenta q alguns usuários aplicavam entorpecentes no pênis para q os policiais não identificassem as marcas de agulhas.Sendo um filme sério e crítico,o fato é verossímil.Também sabemos q viciados fazem de tudo para manter e esconder o vício(esconder da família ou polícia).Concluindo,sobre esse assunto q estamos discutindo,não duvido de mais nada.

  • Leandro Menezes comentou:

    Bom, Eduardo um grande abraço para vc…meu veioo
    e
    alias…ve se posta o negocio da unificação da Policia 😉

    pois to aguardando… AHAHAHAHHAHA ! mais enfim gostei do tema

    sobre o Crack pois a sociedade Carioca ta sofrendo um grande baque

    inclusive ate estamos vemos a Destruição q essa Droga vem causando … ! e nauum e uma Droga Cara…,porém a que vicia mais
    rapido…,e espero q atraves do Blog se crie

    um conciÊntização.. ! ^^

    um abraço Força e Honra

  • Patrícia. comentou:

    Gente, entorpecente no pênis? Eu não sei se dou risadas ou choro. Quer dizer, isso mostra até que ponto os viciados chegam pela droga. Uma degradação física e moral total, infelizmente… É vivendo e aprendendo…

  • leandro p. comentou:

    li a muito tempo uma materia dizendo que os traficantes do rio nao queriam traficar o crack pq matava muito rapido, e pra eles – viaicado morto nao da $$, nao sei se procede, mas fazia sentido na epoca.

    na tj o crack esta nos morros, sem contar as crackolandias que ja tem no rio

  • Eduardo comentou:

    Leandro Menezes, esse debate quando levantado vai dar pano pra manga, e eu ando meio desanimado com a inércia do pessoal, a acomodação; enfim, a cabeça não está em sintonia para argumentar muito sobre isso ultimamente hehe estou esperando melhor momento, quem sabe depois de debates mais pessoais com uma galera… minha opinião ainda está fragmentada sobre o assunto. Vou continuar devendo 😉

    Patrícia: aplicam em tudo que é lugar imaginável… como os pés e onde mais você imaginar que tenha veia… ;O

    lenadro: ontem estava conversando com um cidadão preso com a última carga de crack que pegamos; 1200 sacolés de crack e mais centenas de outras drogas. O crack ele tinha “de 10” e “de 2”. O de 2 reais é um pedacinho bem pequeno de pedra. Ele disse que a intenção é mesmo servir como uma espécie de “amostra quase grátis” para viciar usuários de outras drogas.

    Esta tem sido a tônica da intenção das quadrilhas de tráfico, pelo que os presos vêm falando, por isso acho que só tende a piorar… muito. E gente não falta pra morrer neste país onde o sexo é assunto 24 horas por dia na televisão…

  • leandro p. comentou:

    pois é Edu,
    o crack é a nossa peste negra
    pq o governo nao toma iniciativa, de gravar os “depoimentos” dos traficantes quando se referem aos viciados e as drogas?
    isso seria muito melhor que qq campanha com ator global, para aqueles que ainda tem um pouco do cerebro

    so discordo do ponto que vc se refere:
    ‘comete crimes bárbaros sem ter consciência do que está fazendo’
    nunca vi um drogado queimar dinheiro ou dar o rabicó pq estava sob efeito de intorpecente 🙂

  • Eduardo comentou:

    Haha leandro, eu esto quase caindo na tentação de editar o texto, coisa que me proíbo de fazer, autocensura não cola hehe

    Mas, como escrevi para a Patrícia, acho que me expressei mal. Não que ele não tenha consciência total do que faz, ele só não tem mais nenhum daqueles mínimos limites, não morais, pois já foi criado sem eles, mas o mínimo instinto de sobrevivência. O tamanho do risco já não importa para ele, dependente que está.

    Contudo, convém lembrar que há níveis de saturação da droga que causam alucinações, algo cinematográfico como enxergar coisas que não existem, e supostamente atacar para se defender de uma mera ilusão, quiçá ferindo alguém que porventura represente naquele momento a personagem que ele acredita existir, ou o mal que esta queira lhe infringir. Não sei como é, resta-me acreditar no que dizem os pesquisadores. 😉

  • leandro p. comentou:

    foi so pra nao perder a piada, o assunto é serio, mas nao pude deixar passar 🙂

    concordo com o que vc disse e com a Patricia
    esta na índole, no sangue… se o cara é ruim, quando usa alguma substancia que deturpa a realidade, ele perde aqueles ‘mínimos limites’ que ele ja nao tinha.

    tema complicado esse… escrevi uns 10 minutos e apaguei
    o que digo é que a sua 1ª resposta é uma extensao do artigo

  • leandro p. comentou:

    ha, esqueci
    te mandei um email com o codigo(script) que tinha te falado, recebeu?

  • Eduardo comentou:

    Putz leandro, recebi sim, foi mal, nem respondi. Li rapidamente em meio a um turbilhão só para não perder o contato com este mundo internético. De fato, penso em mudar de novo “a cara” do blog lá pelo fim do ano, quando tiver mais tempo. Não sei se é melhor essa cara de revista ou voltar ao formato clássico de blog.

    Só não tenho como ver isso agora, porque começo a tentar entender esses códigos, daí vão-se horas, noites, e me ferro nos estudos. Estou adiando 😉

    Mas recebi sua mensagem e guardei a dica, obrigado!

  • Unious comentou:

    Prezado Eduardo,
    prestigio bastante o seu blog. Não deixe de atualizá-lo com notícias que possam levar a um debate sério e democrático. Vc já disse aqui das suas obrigações profissionais, estudos, limitações etc…que dificultam a atualização. Entendemos isto, mas nós frequentadores deste blog podemos quem sabe até te ajudar. Vc já pensou num notebook q vc possa levá-lo para onde quiser? Vamos fazer uma vaquinha aí da galera. O q acha pessoal? Vc acha que te ajudará?

    Saudações,

    Franklin

  • leandro p. comentou:

    Edu,
    promessa é divida e eu tinha demorado pra separar esse codigo, por isso perguntei, achei que pudesse nao ter chegado, nao tem prob.

    vc tava todo empolgado com esse layout heheheheh
    tem algum novo em mente?

    []s

  • BRADOCK comentou:

    Boa Tarde Amigos,

    O descaso de nossos governantes com a Segurança Pública, o descaso do Judiciário com a Segurança Pública, concedendo indultos e mais indultos diminuindo as penas dos “recuperandos” sem critério algum. Os traficantes sabem que a vida útil de um usuário de crak é mínima, mais o estrago que é feito na família é imenso. Talvés com esta Droga chegando as camadas mais altas alguém tomo decisão de combater este tipo de droga, pois enquanto está somente na casa do vizinho tudo bem mais quando a desgraça bate em nossa porta, aí é diferente.
    Um forte abraço a todos.

    Bradock

  • Eduardo comentou:

    leandro: nada em mente, só pensamentos de passagem hehe vai ficar mesmo pro fim do ano.

    Bradock: não sei se muda a cabecinha das classes menos pobres não, viu. Haja vista em SP o crack ser uma realidade há muito tempo, e o governo continuam mantendo suas forças policiais na lama e sob o domínio de suja politicagem. 🙁

    Unious: haha obrigado pelas palavras amigo, na verdade não é falta de meios materiais não, eu tenho um note velhinho aqui que dá conta de tudo que eu preciso, só não dá pra sair com ele de casa todo dia porque 4 quilos nas costas é doido hehe

    Mas não é por isso mesmo, na verdade eu costumava ficar até tarde no trabalho, já depois de ter feito tudo que precisava, e passava então a desacelerar e por as idéias em ordem na cabeça, e daí brotavam algumas idéias. Mas atualmente faço tudo que tenho que fazer, delego as últimas coisas que estejam em andamento e saio correndo pro curso, e chego em casa bem tarde. Mas vai melhorar e o CdP não vai morrer hehe

    Agradeço as palavras de motivação pessoal.

  • Unious comentou:

    Falô meu irmão!
    Só espero que este blog, um dos melhores e inteligentes do país não fique tanto tempo s/atualização.
    Que DEUS te proteja e lhe dê muita sabedoria e boas idéias!!!
    FORÇA E HONRA!!!

    Abraços,

    Franklin

  • BRADOCK comentou:

    Boa noite Amigos,

    Realmente Eduardo, em SP esta realidade já existe a muitos anos, vejo aqui em MG acontecer coisas mais absurdas envolvendo usuários (Doentes)e vejo também o sofrimento das famílias, que vão para fundo poço juntamente com os usuários (Doentes), a dependencia quimica é forte e esta droga veio para selar o final, pois a quantidade de adolescentes e até mesmo crianças envolvidas neste filme macabro e enorme. Tenho acompanhado o desenvolvimento desta fatalidade, e as vezes até me assusto com o quanto se espalhou e com tal rapidez. Lamentavelmente estou vendo um país sem adultos em breve, como já disse anteriormente em outra oportunidade, seremos nós que em breve seremos os idosos e as crianças pois esta geração de 90 e 2000 estão sendo aliciadas pelo maldito Crack. Será que ninguém esta vendo o que esta acontecendo, só nós seres aparentemente normais. O descaso com a Segurança Pública é imenso, Educação também não faz parte do manual destes governantes. Será que eles não sabem que tem se gastado milhões com a Saúde Pública por causa deste descaso, onde os usuários com sorte de sobreviver das loucuras que fazem para adquirirem a maldita pedra ao final até cair num leito hospitalar ficando esta conta para nós contribuintes. Graças a Deus não tenho casos na família pois toda oportunidade eu prego (no bom sentido) os malefícios da droga, mais vejo amigos desesperados sem ter a quem recorrer, enquanto isto o Lula diz que é chique emprestar dinheiro para o FMI.
    Um forte abraço a todos.
    Bradock

  • leandro P. comentou:

    bem lembrado
    cada viciadinho doente no hospital quem paga a conta é o povo
    ai o fdp fica bom, volta pra rua, me assalta e me mata
    agradeco ao governo, curou o meu assassino


    uma duvida que me ocorreu outro dia
    na seguinte hipotese:
    eu pc, posso acompanhar uma operação da pm?
    tipo uma persseguição, ou um assalto…?

  • BRADOCK comentou:

    Bom dia Leandro e Amigos,

    Leandro, eu já participei de diversas Operações em Conjunto com a PF e PC e ficaria super satisfeito caso o amigo se apresentasse em uma Operação, sei que existem resistencias de todos os lados, temos que perder esta mania, pois estamos todos no mesmo barco, somos nós contra os outros, POLÍCIA É POLÍCIA, BANDIDO É BANDIDO. É nóis na fita.
    Um forte abraço.

    Bradock

  • leandro P. comentou:

    valeu Bradock
    mesmo eu em horario de ‘folga’, sem ser ‘convidado’?
    uma coisa é partir em uma operaco em conjunto, isso eu sei que rola direto

    na pratica eu posso me apreserntar pra ajudar na ação mesmo nao tendo sido convidado previamente?

    abracos

  • Calígula comentou:

    Leandro,pior acontece quando a polícia prende e a “(in)justiça” solta os marginais;parece q “conquistamos ” o direito de ser mortos por vagabundos.

  • BRADOCK comentou:

    LEANDRO,

    Eu, estou falando sobre o meu pensamento, acho que qualquer Policial que esteja em uma perssegição e comparece um outro Policial não importa se é PM, PC ou PF, para ajudar, este será bem aceito, como eu já disse “POLÍCIA É POLÍCIA” somos nós contra o resto se perdermos nosso tempo em brigas imbecís de vaidade nós nunca chegaremos a lugar nenhum, e a criminalidade irá agradecer prontamente. No mais leandro, este é meu pensamento “estamos no mesmo barco.
    Um forte abraço.

    Bradock.

    Onde está o Eduardo??????

  • Patrícia. comentou:

    Comendo chocolate com a família. rs…

  • BRADOCK comentou:

    O ômi é ninja he…he…he…he…he…

  • Arthurius Maximus comentou:

    Infelizmente, a visão equivocada de que o usuário é apenas uma pobre vítima permite a escalada das drogas de forma cada vez mais rápida e de forma acintosa. Impedir a polícia de reprimir o uso é fomentar o problema e não resolvê-lo.

  • Eduardo comentou:

    Oportunamente, vejam esse bem humorado vídeo descoberto pelo blog Anjo da Noite:
    http://sandro-anjodanoite.blogspot.com/2009/04/trafico-esperanca-faca-sua-doacao.html

    Legal né.

  • Patrícia. comentou:

    Vi o vídeo… pois é. Na minha opinião, o pior tipo de protecionismo aos bandidos e viciados é achar que não sabem o que estão fazendo por estarem sob efeito da droga. Já entendi que o texto está voltado aos marginais E viciados, não apenas ao viciado em si. Hoje em dia, pelo menos na mídia, o sujeito matou, fez e aconteceu, é chamado de louco. Dificilmente se ouve falar em maldade. Aí, vêm psiquiatras, psicólogos aos montes explicar tudo, menos a ruindade daquele indivíduo. Enfim, esse assunto é como um ciclo vicioso, não pára nunca. No mais, aguardarei outros textos assim bem “viciosos”. Fiquem com Deus. Até…

  • leandro p. comentou:

    valeu pela explicação BRADOCK
    achava que pudesse ter alguma lei que impedisse

    mas ja tirou minha duvida
    abracos

  • Paulinho Cazé comentou:

    Teve um amigo meu que estragou a vida dele por causa dessa porcaria,matou uma pessoa na hora de roubar,ta foragido!!
    abs

  • BRADOCK comentou:

    Infelismente o que ocorre é isto Paulo Cazé, quem usa esta maldita droga não tem limite, infelismente tem que ser abatido . sei que hoje algumas pessoas irão me criticar porém, daqui alguns meses e quando esta infelicidade se alastrar irão me dar razão.

    Um forte abraço a todos

    bradock

  • leandro p. comentou:

    boa colocação BRADOCK
    abatido como um animal selvagem, embora seja uma comparacao desleal com um animal, pois o mesmo apenas mata para saciar sua fome

    tive um colega de colegio que entrou pro mundo do crime, trafico e roubo de carro. bateu de frente com a PM, e morreu igual plantação de azeitona, cheio de caroço.

  • Paulinho Cazé comentou:

    BRADOCK ,eu já fui usuario de drogas,usava cocaina,foi um inferno pra me livrar,o crack é 10 vezes pior,tenho muitos colegas q foram internado,ficaram quase 1 anso sem usar a maldita pedra,mas infelizmente voltaram,tá pior q antes

  • BRADOCK comentou:

    Bom dia Amigos,

    Talvés eu até tenha exagerado em minha colocação quanto ao “abatido”, porém,o que vejo pelas ruas é que o usuário desta maldita droga não tem limites, ele mata por dois reais só para tomar uma “latada” e depois será capaz de matar novavente para tomar outra e outra “latada”, dizem até que esta é a droga dos finais dos tempos. Existem também alguns saudozistas que até bricam dizendo “que saldade da maconha” (não estou fazendo apologia ao uso, pois sou contra a liberação de qualquer tipo de droga)este é o meu pensamento e sei que que temos que conversar muito com nossas crianças para que elas nunca sejam adotadas um traficante, pois é muito triste ver um usuário de droga em qualquer situação e perde ´principalmente o amor proprio.

    Um forte abraço a todos.

    Bradock

  • ronaldo lima comentou:

    eduardo e bradock que bom se toda a policia fosse igual vcs,infelismente vcs sao minoria,cara ,o crack é a droga do apocalipse e ninguem faz nada,nao adianta a classe politica e alta ficar achando que ´´e problema dos outros de uma forma ou de outra eles vao ser atingidos ou com um filho ou um neto viciado ou os mesmos sendo mortos na rua por um viciado por 5 reais.eu larguei da minha mulher por isso ,ela se envolveu nisso ,e gosta muito de mim, mas essa pedra é mais forte até que o amor,eu temtei,mas eu chegava do trabalho e sabia que ela tinha usado ,ela mentia tanto que eu acho que no fim ela achava que estava falando a verdade,ficava nervosa , agressiva,ja nao fazia mas as coisa direito,é um inferno ,eu acho que eu estava até correndo risco de vida pq eu sou conpletamnente contrario a isso,e acho que isso a irritava mais ainda,pq eu acho que ela queria ficar fumando e comigo de boa,eu nao aguentei obrigado tchaw

  • BRADOCK comentou:

    Boa Noite Ronaldo Lima,

    Eu não sei nem o que lhe dizer, sei que já vi muita desgraça causada por esta droga, hoje mesmo um amigo me procurou me pedindo ajuda e conselhos de como proceder com sua filha de apenas 16 anos e que já esta neste sofrimento aproximadamente 02 anos e ele não consegue salvar sua criança. Já tentou por diversas vezes até interná-la ela fica e se diz recuperada e quando volta para casa foge e fica em situação pior, tem dois dias que ela sumiu a mãe esta aflita seus irmãos mais novos estão muito tristes, resumindo a familia acabou todos sofrem e se tornaram refens deste maldito vício da “latada”. A única coisa que eu posso pedir para você é que DEUS ilume seus caminhos e te auxilie nesta empreitada. Mais uma vez eu peço desculpas pelo meu expressar anterior, é que eu fico revoltado em ver que as coisas estão acontecendo e ninguém quer fazer nada, simplesmente ignoram o que esta acontecendo, isto não é só questão de Segurança Pública não, é questão de Saúde Pública também é questão de sobrevivência é questão de amor.

    Um forte abraço a todos .

    Bradock

  • Eduardo comentou:

    É pessoal, pelo que vejo todo mundo está pessimista ante a propagação dessa droga. É unânime que, das habituais, esta é a mais destrutiva para o usuário, e a mais ameaçadora para a paz social.

    O problema é que neste tipo de combate, as iniciativas e esforços isolados de cada um, de cada cidadão, de cada policial, não são suficientes. Até nos esforçamos individualmente contra quadrilhas de roubo ou tráfico, trabalhamos mais sem ganhar nada em troca, pela simples recompensa de ver determinados marginais atrás das grades.

    Mas contra esse problema, ações isoladas não marcam ponto. Depende de política de governo. Ou seja, trocando em miúdos, só poderemos tentar resolver nas eleições do ano que vem…

  • leandro p. comentou:

    bom… o crack é a pior atualmente, sem duvida, mas daqui a pouco descobrem outras e mais outras
    é uma bola de merd@(desculpa o termo)

    o trafico nao é mais aquele mundinho isolado no alto das favelas como antigamente, hj as facções tem ramificacoes em todos os continentes e sempre irao trazer o que esta la fora, basta ver o extase, nunca imaginer ver isso em favelas

    o melhor de tudo, é ver depoimentos de quem usou ou conhece quem usa, ainda mais num blog policial, mostra claramente que a pedrinha é tao ordinaria que todos estao no SOS

    []s a todos

  • Caso de Polícia » Sinal de Vida comentou:

    […] é cocaína, a erva é maconha, e as simpáticas padrinhas amarelas são crack (já falei que crack é muito legal?). Para se ter uma idéia, encaminhei as drogas para exame às 18:00, e só conseguimos o laudo às […]

  • samio Spencer comentou:

    O crack certamente é uma praga na sociedade, e aqui em Brasília chegou arrasador, antigamente o sub-produto da cocaína era a merla, agora com o boom do crack a marginalidade teve um significante aumento na cidade motivando sequestros relâmpagos (coisa que não era tão frequente aqui) mais assaltos, assasinatos e triplicando também os homicidios por acerto de contas já que o usuário se torna refém do vício, você anda pelos centros de Brasilia, em taguatinga, no Setor Comercial sul e rodoviária e testemunha a facilidade com que se consegue a droga, eu particurlarmente conheço algumas pessoas que foram vitimas dessa droga, algumas não estão mais entre nós e outras em situação bem degradante quando não presas, filhos da classe-média vivendo nas ruas porcausa do vicio, eu que já fui usuário de drogas ditas”mais leves” sinto a perda de amigos e conhecidos, muitos pessoas outrora de futuro promissor como um castigo pelo mal que ajudei a alimentar e a prejudicar a sociedade.

  • Eduardo comentou:

    Percebo claramente que minhas deduções estão se materializando na mídia; torço para que as demais consequâncias que mencionei não se traduzam em realidade, e que em 2010 consigamos eleger um Governo, com “G” maiúsculo, para o sofrido Estado do Rio de Janeiro.
    http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2009/8/crack_multiplica_o_lucro_de_traficantes_do_rio_28448.html

  • Ricardo comentou:

    Prezados. Inicialmente desejo parabenizar a todos aqueles que estão combatendo diretamente, frontalmente essa desgraça assoladora da alma e do corpo. O meu repúdio a qualquer tipo de droga, do álcool ao cigarro e todas as outras. Reitero SALVE A POLÍCIA! SALVE A SUA BANDA! e QUE AS FORÇA PODEROSAS DE DEUS NOS DEEM FORÇAS PARA CONTINUAR NO COMBATE A INSANIDADE DESREGRADA. Mas o que me chamou para a página foi a seguinte pergunta, caso alguém saiba, peço enviar email, ou seja: QUE TIPO DE CHEIRO FICA NA PESSOA, no corpo, nas mãos, etc.. APÓS A QUEIMA DO CRACK? Uma saudação a saúde e a felicidade de viver a todos.

  • Evandro comentou:

    com relação ao crack e seus usuários, posso dizer o seguinte, com toda a certeza de anos como policial civil, o resultado é desastroso…
    vi e trabalhei em casos onde usuários de mais nobre origem familiar e social, após esgotados os recursos financeiros, transformaram-se em moradores de rua, mendigos, quais passaram a cometer crimes de absurda atrocidade, na ansia voraz de usar a droga…
    Dificil atualmente a recuperação ou tratamento, quase impossível…
    Vai um conselho, TENHAM MEDO, FUJAM DESSA DROGA SE QUEREM SOBREVIVER…
    Não entrem em embalo de festas e de “amigos”.
    Quem ousa dizer que existe diferença entre um e outro usuário devido sua origem e índole, não sabe o que diz, pois, com certeza, cedo ou tarde, quando a “fissura” de usar bater, e os recursos financeiros se esgotarem, TODOS se igualam no único objetivo, USAR A DROGA… e são capazes de fazer qualquer coisa inimaginável.
    Apelidamos a pedrinha de KRIPTONITA… “Se nem o Super Homem pode com ela, quem dirá vc, pobre mortal”.
    Saúde e vida longa a todos.

  • raphael comentou:

    sou um dependente quimico em recuperação, posso afirmar independente da situação somos todos seres humanos, e existem sim pessoas que estão no vicio das drogas e querem se libertar, posso lhe garantir que ninguem sonhou com essa vida,uma vida onde se perde tudo que lutou a vida inteira para construir em todos os sentidos,financeiro,material,sentimental, moral até perder a vida,sou de uma familia do bem, graças a deus. se minha mãe não tivesse lutado por mim, hoje eu não estaria aqui, por isso não desistam do ser humano nunca, pois temos um dom incrivel de nos transformar, a dependencia quimica e uma doença cronica e não tem cura, porem tem como ser controlada, como a diabete por exemplo, podemos viver com a doença sem precisar fazer o uso…
    por favor a eleição esta ai, votem nos candidatos que apoiam essa causa, o brasil precisa reagir a essa praga, fazendo casas de recuperação para as pessoas que desejam se tratar, lembrem-se somos todos seres humanos…

  • Itaguaçú comentou:

    Não só na sociedade carioca, mas sim na sociedade brasileira em geral, o problema do crack está enorme, uma droga que destrói familias e transforma pessoas, como vi em alguns comentários e formo minha opinião, índoles definem seu caminho…caráter é a primeira coisa que se deve ter para não entrar no mundo das drogas.
    Abraços a todos,

  • mari comentou:

    eu sou usuario gostaria de ajuda ,minha familha nao sabe mas desejo muito para fico ate 5 dias sem ussar que medodo podem me ajudar

Deixe seu comentário!

Escreva seu comentário abaixo, ou faça um trackback do seu site.

Aviso: Você pode comentar esse artigo e expor suas idéias. Mensagens com palavrão, ofensas, injúria ou difamatórias serã o sumariamente excluídas. Exerça seu direito de expressão respeitando o direito de terceiros.

Gravatar habilitado. Para ter uma imagem pessoal exibida, registre seu Gravatar.