Muita Sujeira nas Eleições do Rio

No primeiro turno, ao contrário do que “previam” os institutos de pesquisa, o candidato Eduardo Paes, cria e protegido da hora de Sérgio Cabral, não foi tão bem. Sua ampla vantagem ficou um tanto apertada, quando, para espanto da imprensa (ohh!) o candidato que estaria em 3º lugar obteve, segundo colocam, uma boa “arrancada”.

Parece que, ou os servidores do Rio têm de fato uma boa dose de influência nas idéias de amigos ou familiares, ou todos já perceberam que, quanto mais o partido que governa(?) o Rio há mais de 10 anos reunir poder, pior será para a população. Se, em âmbito nacional, o PMDB foi bem, no Estado do Rio tomou um belo tapa. Veja-se por exemplo as informações do colunista Noblat, do Globo:

O PMDB de Cabral perdeu em sete dos nove municípios que disputou. Hoje, dos 10 municípios, o PMDB governa três.
Cabral apoiou o candidato do PT em Niterói. Quem ganhou foi o do PDT.
Com mais do dobro dos votos, o PDT derrotou o candidato de Cabral em São Gonçalo.
Cabral apoiou o prefeito Washington Reis de Oliveira (PMDB), candidato à reeleição. Ganhou Zito, do PSDB.
O candidato de Cabral em Nova Iguaçu, Nelson Bornier (PMDB), levou uma surra.
Sula foi a candidata do PMDB em Belford Roxo. Venceu Alcides Rolim (PT) com 66,4% dos votos.
O PMDB apoiou em São João do Meriti o candidato do PHS. Também perdeu.
Rezende, por exemplo, cidade industrial. O DEM emplacou o prefeito, PMDB ficou a ver navios.
Em Saquarema a candidata do PMDB era a mulher do líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Paulo Melo. Ela perdeu. (ufa!)
O PMDB perdeu a eleição em Itaperuna, principal município do noroeste, para um candidato do PSDB de 90 anos de idade. Deve ter sido praga de Rosinha, que nasceu ali.
Perdeu a eleição em Nova Friburgo para um candidato do PP de 86 anos.

Não bastasse a grande sujeira que o PMDB vem fazendo na cidade, com ruas entulhadas de panfletos de seu candidato, e inúmeras placas poluindo a visão, mais sujeira vai aparecendo. Veja essa agora:

Recorte do Jornal Globo

Recorte do Jornal Globo

Equipes da Fiscalização da Propaganda Eleitoral do Rio apreenderam na tarde desta quarta-feira uma Kombi com cerca de seis mil panfletos contra o candidato a prefeito do Rio, Fernando Gabeira (…). Entre os panfletos, havia material apócrifo ou em nome da Associação de Moradores do Morro São José da Pedra, localizada na Zona Oeste. No veículo havia ainda cerca de três mil panfletos de campanha do também candidato a prefeito Eduardo Paes (PMDB/PP/PSL/PTB), 30 faixas com a inscrição em preto, branco e vermelho “Sou suburbano com muito orgulho” e material de campanha da vereadora eleita Clarissa Matheus (PMDB) – cinco galhardetes e cerca de 10 mil santinhos.

Não custa lembrar que, apesar do jornal ter se referido à nova vereadora como Clarissa Matheus, o nome de campanha dela foi Clarissa GAROTINHO. Que coisa feia pessoal! Com toda essa vantagem que o Ibope dá, com a máquina pública estadual a favor, com a campanha mais milionária do Rio, com investidores doadores de peso que construíram as instalações do PAN, ainda precisa disso? Ai ai ai…

3 ideias sobre “Muita Sujeira nas Eleições do Rio

  1. Rio de Janeiro – cidade maravilhosa.
    O povo merece os vereadores eleitos p/2009… Agora nossos hospitais vão funcionar, nossas escolas serão modelo para o Brasil, Mas estamos no Rio ou em Toronto ? ? ?

  2. o UNICO que nao vi dando santinho, nem galhardete foi o GABEIRA… e a bandeirantes fez questao de dizer que ele e o eduardo paes emporcalharam a cidade, defendendo o trivela

    ibope… manipulacao ridicula
    alguem confia?
    pq nao fizeram a pesquisa nos predios publicos pra ver se o paes iria ficar na frente?
    so rindo, ja nos tratam como palhacos, agora querem nos dar diploma

  3. O grande problema é que o povo “esquece”. recebi um e-mail apócrifo que se intitulava “Um carta de uma mãe à Gabeira”.

    Muito triste; contava a “história” de sua filha que teve a vida deteriorada pelas drogas e hoje vive de se prostituir para os traficantes e perguntava a Gabeira como ele podia ser a favor das drogas”.

    Não resisti e respondo ao e-mail. Sim o Gabeira é a favor da descriminalização. Nunca escondeu. Mas Sergio Cabral sempre disse que era contra e depois de assumir disse que é a favor; idem o seu pupilo Eduardo Paes.

    Infelizmente, esses mais políticos e espertalhões de plantão sempre se valem da parca memória do brasileiro mediano que não está nem aí para política.

    Por isso mesmo, vivemos nesse país sem oportunidades em que a Lei de Gérson impera.

    A mesma coisa ocorre com os Garotinhos. Todo mundo sabe lo que são, o que fizeram e o que querem. Mas infelizmente a maioria alienada continua votando. Na fila, escutei uma garota que dizia “orgulhosa”: “Vou votar na filha do Garotinho porque ela fez a campanha toda de rosa; eu adoro rosa!”

    O que esperar de um povo que pensa assim?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *