Dias curtos

Opa pessoal, as atualizações estão escassas por aqui ultimamente, o que os fiéis acompanhantes deste blog devem ter percebido. 🙂

O motivo foi a operação policial da quarta-feira da semana passada, que faz parte de investigação desenvolvida pelo Núcleo de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil do Rio.

Quase ninguém conhece ainda. Este Núcleo funciona na CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais), e usa nossa estrutura física, logística e operacional. Por conta disso, nesta semana, o antes, durante e depois da operação, ninguém por aqui teve tempo para nada.

Infelizmente, dentre as ordens de prisão que o Núcleo teve que pedir, encontrava-se um policial civil, e ainda dois sujeitos aprovados no último concurso de investigador de 2005, que ainda não tomaram posse no cargo por questões judiciais e políticas, mas já concluíram o curso de formação na ACADEPOL. A falha da seleção foi corrigida pela investigação do NuCC-LD/CORE, felizmente.A casa caiu!

Bom, foram 13 mandados de prisão cumpridos, e mais 16 de busca e apreensão. Por isso estou atolado, com enorme quantidade de material arrecadado para ser analisado e apreendido. Diferentemente de operações em favelas, estas diligências tiveram que ser discretas, e por isso nem deu para filmar e colocar no Youtube para vocês. Bem, depois com calma falamos mais desse bom trabalho de investigação.

A nota triste, muito triste, fica por conta da morte do policial civil Cristiano Carvalho Veiga da Mouta durante operação na favela Lagoinha em Caxias. Era um grande policial. Há um mês atrás ele vinha trabalhar comigo, para evitar problemas de perseguição por causa daquela prisão de um juiz federal durante o carnaval. Infelizmente, ele acabou não ficando na seção, e perdemos tragicamente um bravo guerreiro. Outro colega foi gravemente ferido na mesma operação, mas felizmente está fora de perigo, apesar de ter levado 3 tiros.

Enfim, estamos na área, espero que agora voltemos a atualizar isso aqui. Vamos nos recompondo.

9 ideias sobre “Dias curtos

  1. Ufa, tava mesmo preocupado com a paradeira do site….”bons ventos brô”

  2. O silêncio tava grande mesmo.

    Queria te perguntar, tem algum artigo teu aqui falando sobre policiais que perdem arma em abordagens, durante confronto corporal? Isso é comum?

  3. Saudações DUPCERJ, pena que não podemos comemorar, e logo o Cristiano “pirulito” que prendeu o juiz no carnaval, sofreu com o afastamento e deu a volta por cima no caso retornando ao serviço.

  4. Carlos: valeu.

    Soares: acho que especificamente falando disso não. Tem até uma notícia, sobre um policial que foi desarmado e só não foi executado porque a arma estava com trava e o playboy que tomou dele não sabia manusear.

    Mas não é incomum, já tomei conhecimento de alguns casos, que, graças a Deus, não se tornaram tragédia.

    Simpson: muito triste, ele vinha trabalhar na minha seção, mas desistiu e nem voltou mais. Era inteligente e tinha tudo para sair dessa casa e se dar bem. Luto.

  5. Eduardo, que lance é esse dos dois “InvestPol” presos que fizeram o C.F??? to tentando procurar notícias mas só você falou do assunto.

    abraços!

  6. ZeRo4: são dois caras, se você fez este curso de formação deve lembrar deles, segundo informes de outros alunos, costumavam tentar tirar onda pagando a conta de todo mundo quando saiam para beber, ostentando condição financeira, etc. Um fez estágio na 19ª DP. Estão nas fotos que saíram nos jornais.
    Depois vou fazer um post sobre o assunto, o tempo vem sendo curto 😉

  7. notícia muito triste sobre a morte do policial Cristiano da Mouta ele foi um grande amigo meu da época do CPOR/turma 99, perdemos um grande combatente…

  8. O Cristiano, bravo e guerreiro, escapou de ser condenado. Com a vida.

  9. SAUDADES.. Cris você faz falta
    não só para mim seu irmão de sangue…
    mas para tdos que tiveram a oportunidade de conhecer a pessoa que você era
    fica em paz GUERREIRO..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *