Nunca Antes…

Sabe aquela frase que o presidente do Brasil solta toda hora durante a leitura de seus dirscursos, “Nunca antes na história deste país…”.

Então, o concurso para Inspetor de Polícia aqui do Rio começou com o pé esquerdo. Só me vem à mente uma palavra: FAIL!

Fail, literalmente traduzido, é “falha” em inglês. É uma expressão usada para classificar situações absurdas, ou erros grotescos. Bom, quem não conhece procure no Google para rir um pouco.

Nosso FAIL! fica com o Edital deste concurso que está aberto. Primeiro pelo conteúdo programático das questões de informática da prova, que resume-se ao texto “voltados para processadores de textos”. Será preguiça de enumerar os tópicos, ou existiria algo mais?

Depois, e o mais assombroso de tudo, foi a divulgação do salário de R$2.102,55 para o cargo. Ou os policiais civis que trabalham em diversas delegacias que não integram o sistema de gratificações poderiam pedir na Justiça esta diferença, ou tinha alguma coisa muito errada, e o salário divulgado era falso, para enganar os candidatos.

Bom, agora corrigiram o valor para R$1.552,56. Caiu um pouquinho né. Vale lembrar que ainda tem descontos neste valor, que na realidade, o que vai pro bolso, será algo em torno de R$1.200,00.

Diante deste quadro, o mais inusitado, a administração pública tacitamente reconheceu que este salário é tão desproporcional às funções, deixando claro desde já que, quem por acaso, por conta da realidade salarial, tenha perdido o interesse em fazer o concurso pode pegar o dinheiro da inscrição de volta!

Eu diria nunca antes na história… mas como eu sou novinho, pode ter acontecido alguma vez, em algum lugar, sei lá.

Não precisa ser gênio para adivinhar que os aprovados neste concurso não vão entrar tão cedo para a PCERJ, porque todo mundo vai recorrer, o Ministério Público vai querer anular tudo, etc etc etc.

** a imagem acima foi capturada do Fail Blog, visite lá que o bom humor é garantido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *