Com as barbas de molho em SC

Quem está acompanhando já deve saber; eu soube há dois dias e não tive tempo de colocar aqui, mas vá lá.

O vindouro concurso para a Polícia Civil de Santa Catarina está em vias de atrasar. Isso porque no edital de 2008 não foi respeitada a exigência da Lei 7853/89, que determina reserva de vagas à pessoas portadoras de deficiências.

Assim, o Ministério Público entrou com uma Ação Civil Pública solicitando a anulação do certame.

Notícias no site do Correio Brasiliense.

Aguardemos e estudemos…

2 ideias sobre “Com as barbas de molho em SC

  1. Com o devido respeito aos portadores de necessidades especiais… que lhes dêem vagas em todas as repartições, em todos ambientes públicos para lhes permitir o acesso ao trabalho, a uma vida digna… Mas na polícia? Os exames médicos admissionais de instituições policiais são absolutamente rígidos (como não poderia deixar de ser)… Um sujeito tem um desvio de coluna e não entra e um portador de necessidade especial pode entrar? Não faz sentido…

  2. BLOG PAUTA DO DIA – JORNALISTA ROBERTA TRINDADE

    http://robertatrindade.wordpress.com/2008/02/27/167/

    GOVERNO IMPÕE GREVE DE FOME A POLICIAIS CIVIS DO RIO

    “Os tícket refeição – no valor de R$ 8 – referentes aos meses de janeiro e fevereiro não foram entregues até hoje aos policiais civis do Estado do Rio de Janeiro.
    Estive conversando com o delegado Fábio Barucke, titular da 74ª DP (Alcântara), e era visível seu emagrecimento. Ele confirmou que já havia perdido mais de seis quilos, do início do ano até agora. Disse que a mudança no físico não é resultado do atraso na entrega dos tíckets… Mas eu tenho aqui as minhas dúvidas…
    E olhe que isso já foi assunto por aqui: relembrando (olhem só: em maio de 2007!!)
    O pior de tudo é a falta de satisfação: eles não sabem o porquê do atraso e não recebem previsão para que tudo seja regularizado. O mês de março está chegando… será que os policiais vão receber os tickets referentes aos três meses? Será que vão receber um mês e os outros vão continuar se acumulando… a loteria, quando acumula, vem com o valor do prêmio corrigido a juros…
    Se não me engano, existem cerca de 10 mil policiais civis em nosso Estado (por favor, corrijam-se se eu estiver enganada). Os problemas não são iguais, mas os cerca de 40 mil policiais militares do Estado do Rio de Janeiro também enfrentam uma árdua batalha.
    Acho que está mais do que na hora da população se unir a essas duas instituições e engrossar a voz desses 50 mil homens (e mulheres) que merecem todo respeito e consideração”.
    ROBERTA TRINDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *