Início » Em QAP

Concurso da PRF Azedou

Publicado em 07/12/2007 - Categoria: Em QAP

Foi suspenso o concurso para a Polícia Rodoviária Federal que estava em andamento neste ano de 2007. As provas seriam realizadas neste domingo, e muito candidato já deve até ter viajado para os locais, inutilmente. Mas, acontece, melhor suspender o concurso do que admitir, sabidamente, a entrada de pessoas que já agem de má fé desde o início.

Do G1:

O concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF) marcado para domingo (9) foi suspenso na noite desta sexta-feira (7) por conta do vazamento da prova. No Rio de Janeiro, um homem foi preso tentando vender o gabarito por R$ 40 mil. A prova serviria para preeencer 340 vagas nos estados de Mato Grosso e do Pará.

Cerca de 130 mil pessoas de todo o Brasil estavam inscritas para a seleção, que seria realizado em todas as capitais do Norte e do Centro-Oeste. Segundo a PRF, somente em Campo Grande 18 mil pessoas prestariam o concurso – os hotéis da cidade já estariam cheios por conta da prova.

O salário do cargo de policial rodoviário seria de R$ 5.084. Das 340 vagas, 194 seriam para o Pará e 146 para Mato Grosso. Os policiais trabalhariam ao longo de um trecho de 1,6 mil quilômetros da BR-163, que começa a 200 quilômetros de Cuiabá (MT) e vai até Santarém (PA). Pessoas de todo o Brasil fariam a prova porque o policial poderia pedir transferência para outros estados depois de três anos na função.

Bom, para quem ainda vai fazer a prova, continue os estudos, refazendo as provas de concursos anteriores.

8 comentários »

  • Aleixo Neto comentou:

    Fico muito feliz pelo adiamento do concurso da prf, que aconteceria no dia 09/12/2007. Pois apesar de vários estudantes

  • Aleixo Neto comentou:

    …como eu,termos perdido dinheiro com cursinho e viagens, ficamos muito feliz pela idoneidade da prf. Esse fato serve de motivaçao para pessoas que queiram entrar dignamente em um concurso publico, e que tenham hombreidade e boa formaçao familiar.
    Por esse fato devem ser punidos todas as pessoas que estavam envolvidos nesse grande ato vergonhoso e muito repugnavel, pois enquanto vários cidadãos estudam outros que não tem caráter se envolvem em falcatruas vergonhosas para a sociedade.
    Essas pessoas no entanto não são dignas nem de participarem de concursos públicos, muito menos de banca examinadora.

  • marcos comentou:

    nao sou policia mais meu sono sempre sera esse ,é o que eu sempre quero ser e oque eu sempre levarei isso com migo ate a morte,mais quando eu vejo videos ou reportagem eu me expiro nisso e é oque eu sempre irei me expirar com isso.
    nao gosto de bandido e nem de maconheiro .
    Meu sonho é esse defender e apoia a lei.
    È Vagner Monte escracha

  • jeane comentou:

    quero saber se avera novas matriculas para PRF.em 2008,e como posso fazer?

  • Robinho comentou:

    Quero saber a quando abrirá o comcursso da PRF de 2008 para administração.

  • Kaiala comentou:

    Será que o governo federal já pensou em marcar uma nova data para a realização das provas, pois não estão nos iunformando de nada, e quando terá um concurso para prf na área administrativa.

  • Eduardo/RJ comentou:

    Pessoal, estou com as mesmas dúvidas que vocês. Não tenho ouvido comentários sobre o concurso, infelizmente, desculpem.

  • charles comentou:

    Lamento muito pelos candidatos que tenham se preparado na época para o concurso da Prf, e infelizmente por atitudes incorretas de algumas pessoas, deixaram de ter a oportunidade de fazer uma boa prova, mas se observarmos bem, a remarcação da prova, dará chance a quem não tinha realizado a inscrição, e agora poderá participar. É o meu caso!
    Boa Sorte, pra todos!

Deixe seu comentário!

Escreva seu comentário abaixo, ou faça um trackback do seu site.

Aviso: Você pode comentar esse artigo e expor suas idéias. Mensagens com palavrão, ofensas, injúria ou difamatórias serã o sumariamente excluídas. Exerça seu direito de expressão respeitando o direito de terceiros.

Gravatar habilitado. Para ter uma imagem pessoal exibida, registre seu Gravatar.