CORE Recebe Novo Veículo Blindado

A Polícia Civil do Rio recebeu uma doação de uma empresa que fabrica veículos blindados para o transporte de valores. É o novo Veículo Blindado da CORE, mais compacto que o que já temos em uso, e com alguns detalhes que podem melhorar a atuação dos policiais durante as ações.

Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJNormalmente nos adiantamos à imprensa, mas dessa vez o Jornal do Brasil saiu na frente. Não deu tempo de jogar as fotos para o Caso de Polícia no mesmo dia, porém o faremos agora.

Deixamos de antecipar muita coisa aqui por conta de proibição do Estatuto dos Policiais Civis, já que algumas são consideradas “informes privilegiados”, mas como a imprensa já falou, então que seja: mais dois novos blindados poderão ser incorporados à frota da Coordenadoria de Recursos Especiais da PCERJ.

O Coordenador da CORE esteve no Iraque e em Israel analisando equipamentos que poderiam auxiliar nas Operações Policiais necessárias para prender os criminosos após as investigações. Os auto blindados que provavelmente serão encomendados do Iraque são bem diferentes do atual.

Lá os blindados não têm a característica torre no teto, onde posiciona-se um atirador de elite, que tem mais espaço e visada para disparos certeiros. Também, ao invés dos bancos internos, que ocupam espaço, são utilizadas uma espécie de rede. Cada policial dentro do veículo ficará sentado em uma cadeira/rede em frente à abertura onde são colocados os fuzis.

A compra de um novo helicóptero também está sendo cogitada, e este terá equipamentos específicos para a função policial aérea, além de sua própria estrutura fabricada exatamente para este fim. Atualmente nosso Águia, como é chamado, é uma aeronave utilizada por exemplos por empresas de táxi aéreo, e não é a ideal para missões policiais.

Só não me peçam para explicar como o Governo pretende pagar esses equipamentos, que obviamente não são baratos, ao mesmo tempo em que alega não ter dinheiro para remunerar dignamente os dedicados policiais civis e militares. Aliás acho que devíamos escrever uma carta às empresas bélica que pretendem faturar esse trocado, avisando para fazerem um contrato muito bem redigido e com pelo ao menos 100 testemunhas com firma reconhecida, pois o governados tem fama de não cumprir com sua palavra… alguém sabe escrever em hebraico??

Vejam pois as fotos do novo blindado da CORE, e comparem o tamanho na foto em que ele está lado a lado com o velho protetor de nossas vidas, o Pacificador (Caveirão é da PMERJ).

Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJ Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJ Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJ Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJ Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJ Novo Veículo Blindado da CORE / PCERJ

15 ideias sobre “CORE Recebe Novo Veículo Blindado

  1. É com pesar que vejo essas notícias, pois estamos ficando sem forma, sem objetivo e sem destino. A CORE é uma deformidade, resultado do total , não sei se desinteresse ou falta de condições de apoiar a PC na sua missão inicial, que é investigar. Sou PM, mas não tenho recalques; um é pra patrulhar e o outro é pra investigar. Por que os governantes colocam dezenas de homens que supostamente deveriam estar investigando em incursões em massa? Ora, essas operações deveriam ser da PM, que iria na direção dada por aqueles que investigaram. Isso não é demérito, é como é e não ha vergonha nisso. P2 investigando civis e não militares e por ai vai… NUNCA SEREMOS!!!

  2. A PC está assumindo funções da PM: Policiamento Ostensivo. Não raro, esta também assume o papel daquela. Isso fomenta o debate da unificação das polícias estaduais.

  3. José e Danillo: os “patrulhamentos” volta e meia feitos pela PCERJ são por ordens políticas. Acredite, os policiais civis não querem patrulhar nada, o fazem a contragosto. Na hora de decidir quem vai fazer ronda é uma briga danada para não ser escalado. Tem até alguns policiais sacanas que levantam a viatura, deixando as rodas dianteiras acima do solo, e deixam a 1ª engatada para “rodar”, justificando o Km.
    Novamente, acredite, criticar os policiais civis por estarem fazendo o serviço da PMERJ é injusto, porque ninguém quer fazer isso. Só o fazem por medo de serem bicados. Eu não faço, já fiz duas vezes quando lotado no interior, mas não tenho mais medo de ser bicado como eu tinha antes.

  4. Como diz um certo ditado popular, a arte imita a vida, se a polícia militar, infelizmente, não apresenta condições para fazer incursões da forma devida e ainda devemos conviver com policiais que justificam sua corrupção por não receberem um soldo suficiente, fica difícil acreditar em uma corporação que deveria resolver, mas que até por condições inferiores ao alto poder de combate de traficantes, não conseguem por fim a uma guerra que, infelizmente, não tem previsão para chegar a seu termo. Menos mal que existe o BOPE e o CORE, ainda bem que eles agem, no lugar de uma polícia que não tem como agir, se encontra de mãos atadas e, ao que dá a parecer, não tem interesse em livrar-se de tais atas e terminam por serem mal vistos pela sociedade, em virtude de frutos podres que agem em seu interesse em detrimento de uma sociedade cansada de levar tiros de balas perdidas. Não importa se BOPE, se CORE, se polícia militar, o que importa e o que a sociedade quer e precisa são policiais que combatam a violência, para viver um estado de direito, com um pouco de paz , sem uma burocracia burra e antiquada e livre de políciais que invés de servir e proteger, se vendem por interesse próprio e, como usuários de drogas, corroboram no aumento de uma fatia, cada vez maior de um sistema podre e inseguro. Obrigado BOPE, obrigado CORE.

  5. A CORE (e não o CORE) é oriunda do antigo DIE, Deptº de Investigações Especiais, vinculado ao DGPE e ao Gab. do Governador, sendo o 1º Orgão de Op. Táticas Especiais no Est do RJ, contando c/1 aeronave, Apoio Policial, 1 caminhão tático, Esquadrão Anti-bomba, 3 lanchas, uma Central de Comunicações própria, etc……
    Mais tarde foram criadas a CAO – Coord. d/Apoio Pol. da
    Pol. Civil, e em seguida a COE (Cia d/Op. Esp.) da Pol. Militar, cada qual c/suas funções bem definidas, sendo a principal a de auxiliar companheiros que solicitassem prioridade via rádio, o que é exercido até o presente.
    Acompando os novos dos Governantes, e c/pretexto de inovar e/ou inaugurar a CAO passou a se chamar CINAP (Coord. de Intelig. e Apoio Pol.), e atualmente CORE (Coord. Op. Rec. Esp.). Da COE passou p/NUCOE (Núcleo de OP. Esp.), depois CIOE (Cia. Independente de OP. Esp.) e atual BOPE (Btl. Op. Pol. Esp.). E assim continuará até algum Governante “gênio” trocar tudo.
    Portanto não importa a sigla, o objetivo central é somar c/aqueles combatentes que pedem socorro.
    “A qqr hora, em qqr lugar, p/qqr missão”.
    Insp. Marcos Coutinho – CORE

  6. por favor eu queria que passassem o site da core e do bope, eu adoro entrar em sites de policia.

  7. eu queria muito que mi mandasse umas fotos das viaturas do core pra mi e saber como posso fazer o concorso pra engressar nessa corporação

  8. e outra mi der um site que eu possa ver as fotos das viaturas blz

  9. Fogo neles.
    Admiro muito o trabalho do CORE, militares de elevado grau de justiça.

  10. Olha quem fabrica os brindados teriam que colocar sistema identicos aos dos aviões, sentados em suas poltronas vendo os criminosos do lado de fora como GPS via satelite e efetuar os disparos sem estar na redoma e sem correr riscos e tambem o dizainer dos brindados não podem ser quadrados os impaquitos seriam mais direto e preciso para furar a brindagem tem que ter varios decrives e acrives como se foce rampas e chanfrados pra que os progetios batam e recocheie não abisolvendo os impaquitos mais sim espirrando para os lados e mais nos USA a brindagem que estão usando nos soldados na guerra do Iraque o soldados tem oculos aprova de bala e obreiras e todo os cistemas que vão nas pernas e nos braços pocibilitando a subida e a volta do soldado com garantia, E veja bem nos importamos milhares de minerio bruto o que é para o Brasil conceguir traser uma empresa de arma para o Brasil ou o proprio Gover abrir uma empresa de armas para fabricação de armas pelomenos para os policias andarem a altura dos bandidos, e tambem caça de guerra voceis viram quanto vamos pagar pelos caça que estão para comprar e que ainda estão em licitação e nos temos a materia prima para caças e fuzis e metralhadora e para melhorar a vida e garantir a vida e a segurança e a ordem do trabalhador Brasileiro ja cnçado de ter que entrar debaixo da cama quando vem o tiroteio e trocas de tiros basta estamos cançado de ter medo de sair de casa e o direito de ir e vir alguem ainda tem este direito que seja cidadão onesto e trabalhador(Este direito de ir e vir e só dos bandidos)nó temos que ficar presos dentro de casa ate quando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *