Policial Civil agora tem Voz Ativa

Temos um ótimo colega e excelente policial que luta conosco pelo fim de todo o podre que dominou a Polícia Civil do Rio, principalmente na última década. É o Piccolo, que por conta de sua incansável batalha contra o mal dos “poderosos políticos” que se protegem nas entranhas da PCERJ já foi até bicado (punição geográfica como chamamos) para centenas de quilômetros longe de sua casa, sua família, sua vida.Mas, como dissemos, não adianta ficarem irritados ou magoados, a Puliça que vocês fabricaram e tanto fazem para manter está com os dias contados! Pode não ser amanhã, nem esse ano, nem essa década, mas a Polícia Civil vai voltar a trabalhar em defesa da sociedade, e vai voltar a fazer investigação sim.

Piccolo foi convidado algumas vezes para debates na Rádio Manchete, e ontem foi participar pela quinta vez do programa, que teve a participação de diversas pessoas, entre deputados e vereadores. As falas de nosso colega, quase sempre contestando a opinião dos outros entrevistados fez com que diversos ouvintes ligassem para a rádio apoiando o ponto de vista do policial e o parabenizando.

Povo e Policia unidos contra a violencia

Por conta disso o Policial Civil, com “P” maiúsculo, Piccolo foi convidado pelos produtores do programa para ter participação permanente, todas as terças-feira às 20:00 horas. Parece que pela internet tem como ouvir o programa, mas aqui em casa pelo ao menos não funcionou.

O lado chato é que o ex-des-governador garotinho, amigo e aliado de Sérgio Cabral e César Maia tem um programa na mesma rádio. Por isso fui conferir no site, e constatei que o programa garotinho é na parte da manhã, então não corremos o risco de ouvi-lo desavisadamente, fiquem tranquilos. Ufa…

Mais um passo para a luta da Polícia Civil de fato, da chamada “banda boa”. Não deixem de ouvir, e se funcionar esse recurso da rádio pela internet é a chance do pessoal de outros estados se aproximar da triste realidade carioca. Parabéns Piccolo!

A ótima notícia veio em boa hora, para não desanimarmos após mais essa da vergonha nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *