Entrevista com o Secretário de Segurança

Logotipo Reporter de CrimeEu nunca tinha pensado nesse detalhe, mas os leitores que são de fora do Rio provavelmente não conhecem o Blog Reporter de Crime, do jornalista Jorge Antonio Barros. Isso porque ele fica hospedado junto com o site do jornal o globo, salvo engano papel de circulação primordialmente em São Paulo e no Rio.

O editor do blog teve uma idéia digna de aplausos e aproveitando-se do grande público do globo intimou-os a informar os lugares mais perigosos de seus bairros, o que nos dá a possibilidade de elaborar um grande mapa da ciminalidade na cidade do Rio, melhor que os que existem (ao menos deveriam, nunca se sabe) oficialmente, em virtude dos (muitos) crimes que não são registrados em Delegacias pois a população, com razão, não acredita mais nas polícias.

E em outra iniciativa inovadora, organizou uma entrevista com o Secretário de Segurança Mariano Beltrame, somente com perguntas enviadas pelos leitores! Claro, eu que não iria perder uma oportunidade dessas, enviei logo duas perguntas:

1- Sr. Secretário, para combater o crime, é preciso que haja cada vez menos impunidade, e para que haja menos impunidade, as investigações feitas pela Polícia Civil têm que ser melhores. Quando o governo vai começar a investir na inteligência da polícia investigativa e abandonar a ideologia de confrontos bélicos que nada resolvem?

2- Sr. Secretário, conforme vem noticiando a imprensa, uma boa parte dos policiais civis vêm tentando acabar com a máfica de caça-níqueis, aproveitando a ajuda dada pela Polícia Federal após a Operação Hurricane. Só que estes policiais além de não ter apoio nem recursos, vêm sofrendo represálias de pessoas poderosas dentro da corporação, e que têm interesse no perpetuamento desta modalidade criminosa. Quando o governo vai dar o aval para que a Polícia Civil recolha todas as máquinas caça-níquel e contraventores das ruas do Rio ?

Ah, mes eu não dei sorte, infelizmente uma de minhas perguntas que seria enviada não chegou ao destino, conforme explicou o Reporter de Crime:

“Devo confessar que, por uma falha técnica, não enviei apenas uma das perguntas que havia selecionado, justamente do único policial civil a mandar perguntas. Mas acredito que o secretário vai querer responder a essa pergunta e que não faltarão oportunidades.”

O autor do Blog me enviou e-mail logo depois e explicou que teve problemas mesmo, então não vou duvidar nem suscitar teorias, já que ele teve o cuidado de justificar o fato.

Espero que na próxima tenhamos mais sorte, mas bola pra frente. No fim, as perguntas que sucederam em sua viagem internética não trouxeram muitas novidades, e o Secretário respondeu o de praxe, que aparece todos os dias nos jornais. Contudo, por ter sido uma entrevista escrita, conseguiu desenvolver melhor o raciocínio, portanto recomendo a leitura. Clique aqui para ler a entrevista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *