Prisão nas Filipinas, e a coreografia dos detentos

Muita gente já está falando do vídeo feito dentro de um presídio nas Filipinas, e que foi colocado no site de vídeos do YouTube, mas talvez muitos dos leitores deste espaço não tenham ainda visto.

São presos em regime diferenciado, e dentre as diversas obrigações que eles têm por lá (não é como aqui no Brasil, o ócio total), uma atividade que o preso não pode negar-se a fazer é o exercício físico durante o banho de sol. Isso aí, nada de ficar fumando maconha ou jogando futebol.

E para deixar as coisas mais animadas, e as atividades mais interessantes para os próprios presos, Byron Garcia, o diretor da prisão, teve uma idéia fantástica: os presos treinam e fazem coreografias baseadas em músicas diversas. E olha, o bagulho é maneiro mesmo!

No vídeo abaixo, eles encenam o clip Thriller do Michael Jackson, aquele famoso mutante americano e velho conhecido da Polícia. Detalhe para o presidiário que faz o papel de “mocinha”. Merece o globo de ouro, e se fosse brasileiro poderia ser um dos protagonistas da novela Malhação.

[youtube hMnk7lh9M3o]

Se não conseguiu assistir ao vídeo acima, clique aqui para ver direto no Youtube.

Também tem outras músicas :

Sister Act – Hail holy queen

Dayang Dayang – Sister Act2

Radio Gaga – Queen

Algorithm March – uma “dança” doida japonesa, não me pergunte… mas é a mais engraçada.

7 ideias sobre “Prisão nas Filipinas, e a coreografia dos detentos

  1. Muito legal, mas se isso fosse implantado no Brasil poderia ocasionar uma pequena redução da criminalidade. Poderia até ter uma campanha televisiva: “Você quer ser um cidadão honesto ou acabar desse jeito na prisão?” 😀

    Brincadeira. Pelo menos eles gastariam o tempo ensaiando a coreografia, e não aplicando o golpe do falso seqüestro.

  2. Será que o Marcola tem acesso à internet em Presidente Bernardes? Vou sugerir a ele uma rebelião assim para o PCC.

    E viva John Landis!!!!

  3. Teo: pior que dois dias depois desta postagem o jornal da globo falu do vídeo, e ainda de quebra divulgou que estudiosos americanos acharam isso um absurdo, permitir que ladrões e assassinos se exercitem e quem sabe aprendam que existe um mundo além deles próprios, e que exista uma remota chance de recuperar-se um preso destes. Ah, a globo…

    Roger: não duvido nada que tenha hehehe

  4. Capilé: fantástico, imagine quanto tempo essas centenas de pessoas não devem ter dedicado pra ensaiar isso tudo! Não é a toa que tudo caminha para que a Ásia engula a Europa e a América do Norte.
    Agora dose mesmo é a música, e ainda, os japinhas, ops, sul-coreanos louros kkkk

  5. Pois é dupcerj…

    Os “japas” louros que achei muito estranho, me soa como nítida influência do mundo ocidental….

    Como diz a musica “Amerika” do Rammstein, “We all live in Amerika” ( nós todos vivemos na america), “Coca-cola, e as vezes guerra”, ” Papai noel está vindo para a áfrica”…e por aí vai…

    Mas a coreografia em sí é magnífica, reflexo, possivelmente, da disciplina oriental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *