Início » De Praxe

Força de Segurança Nacional cantando pra subir

Publicado em 02/07/2007 - Categoria: De Praxe

Alojamento da Força Nacional no Rio

—————————————
Como já tinha adiantado o nobre Cathalá no Blog da Segurança Pública, a Força Nacional de Segurança está se desmantelando no Rio. Mesmo com as diárias atraentes, que somadas em um mês significam mais do que o dobro do meu salário, fora o salário que eles recebem em sua corporação de origem.

Muitos PMs de outros Estados que já estão servindo no Rio pedem para voltar e abandonar a missão, e outros que antes haviam se voluntariado para viajar para a “cidade maravilhosa” já desistiram e nem querem vir mais.

O motivo: a violência e as péssimas condições de trabalho. Engraçado ler que um policial quer ir embora por medo da violência, já que ele está aqui justamente por causa dela. Mas no Rio é assim mesmo, e o atual governo continua firme no propósito de não aceitar mudanças. Querem seus queridos policiais do jeitinho que são.

Os policiais que correm de volta para casa são medrosos, ou covardes ? Se você já leu outros posts deste site cujo assunto tenha sido a FSN sabe que não penso assim. Só aqui no Rio a violência tomou a proporção de guerra civil (estamos no terceiro (des)governo do PMDB), e não é espanto que alguém de fora não se acostume.

Eu, carioca da gema, profissional da segurança pública quero sair daqui, imagine quem está acostumado com uma região civilizada!

Os alojamentos dos soldados da FSN causaram espanto à imprensa e aos deputados da ALERJ. Convido-os a visitarem também o interior de uma DP “ilegal(não maquiada pelo programa Delegacia Legal), ou à um Batalhão da PM no interior (no Rio nunca entrei). Estão preocupados com a auto-estima dos policiais da FSN que estão há alguns dias no Rio, mas e os policiais que trabalham diariamente, por décadas nesta mesma cidade, são imunes, são bravos guerreiros robóticos ?

Todos os policiais do Rio estão se sentindo cada vez mais desprezados, e esclareço, a raiva não é contra o policial da FSN, se nos pagássemos a mais para ir para outro Estado eu já estaria na fila. O que dá raiva mesmo, como salienta-se desde o princípio, é cruel com o policial de fora, é injusto com o policial daqui, e é mais um caso de desperdício do dinheiro público, com um sistema policial que nada acrescenta no combate à violência pois os policiais daqui não sabem dos problemas de lá, e obviamente vice-versa.

Viaturas novas e importadas, armas reluzentes, fardas bonitinhas, nada justifica essa queima de dinheiro. A imprensa bem que tenta dar uma força, sempre anunciam que os policiais civis e militares fizeram operação no lugar tal junto com a Força Nacional, só que na verdade os agentes da FSN ficam no mesmo lugar, baseados. Chegamos eles estão lá, entramos eles ficam lá, saímos eles estão lá, voltamos para a base com os presos e material apreendidos, eles ficam lá.

É um valoroso policial em seu Estado natal, onde combate o crime tal qual existe lá, mas aqui no Rio é usado como uma “estátua humana”, parado de pé, faça chuva faça sol, no mesmo ponto, nas ruas externas das favelas, correndo o risco de serem atacados por um “bonde” (comboio de traficantes que saem em grupos da favela para roubar), promovendo tão somente boas fotos para os jornais.

Balela, a população está sendo mais uma vez lubridiada pelo maniqueísmo político, e a imprensa ainda ajuda a empurrar, goela abaixo, toda essa maquiagem como se fosse a salvação da humanidade.

Nobre policiais de outros Estados, aceitem esse dinheiro do governo federal sim, mas não se for para vir para o Rio, sua vida, acredite, não vale tão pouco. A nossa insistem em dizer que vale, mas isso discutimos por aqui.

Aos Policiais Militares do Rio: procurem se unir, coloquem no papel idéias de melhorias não só salariais, mas também estruturais, vocês têm que tirar a política de dentro da PM, sois honrados e guerreiros, não vos deixai pisar por esnobes engravatados!

Aos Policiais Civis do Rio: dia 09 de junho de 2007, encontro obrigatório em frente à Chefia de Polícia, Assembléia Geral da categoria para votar pelo início do período de GREVE (ou não), se vocês não cuidarem de si então que parem que reclamar e perguntar “cadê o aumento?”. Não custa nada comparecer e mostrar que se importa! Dia 09 segunda-feira que vem!

Só para constar, vejam o vídeo da última assembléia da Polícia Civil de Minas Gerais. Será que conseguimos a metade disso ?

6 comentários »

  • Marcelo comentou:

    Fantástico post, como sempre! Parabéns!

  • Marcelo Bernardo comentou:

    Olá meu amigo! Sou policial militar a 12 anos e seu fã. Conheci seu blog através do Diário de um PM. Seus textos são sempre lúcidos e atuais. Os comentários são sempre oportunos e verdadeiros. Sempre dou uma olhada para ver se você postou algum comentário novo. O endereço do seu blog faz parte de meus favoritos. Quanto a Força Nacional, eu sempre disse que o governo tinha que investir nos Policiais daqui. Não é uma questão de menosprezar os outros policiais, mas não adianta o governo querer trazer gente de fora. Tem que investir nos que aqui estão. Eu por exemplo, desde maio que não recebo o dinheiro de minhas férias e mesmo assim tenho que ir para uma operação sem reclamar. O que o governo faz é um abuso de poder. Se eles dizem que não podemos fazer greve, então que cuide das suas obrigações.

  • dupcerj comentou:

    1º Marcelo: obrigado 😉

    2º Marcelo: pois é amigo, acho que a PM tem que se mobilizar com mais força, entendo que o problema dos militares seja similar ao nosso, a desunião, a divisão interna da corporação por propósitos e interesses diferentes, mas temos que ir minando a parte ruim de nossos “colegas” para endireitar tudo que está errado.
    Os colegas que estão servindo na FSN, estou com pena deles, eu acho que aceitaria a mesma missão, pelo dinheiro e tão somente pelo dinheiro (afinal só de diárias dá o dobro do meu salário), mas imagino-me tentando combater criminosos que não conheço, o modus operandi, suas armas, as “manhas” locais… a classe política tem um entendimento medíocre sobre a criminalidade, e por conta disso só levam a efeito medidas que quando muito são lastimáveis. Po, para ocupar o cargo de Secretário de Segurança não precisa saber de nada, até ser marido da governadora tá valendo. Complicado, mas vamos comprar essa luta né!

  • Marcos Luiz comentou:

    Acho que a policia do Estado do Rio de Janeiro esta de parabéns pelo belíssimo trabalho que vem fazendo combatendo o tráfico de drogas, o governo deveria dar mais incentivo para esses policiais que arriscam suas vidas todos os dias nas favelas cariocas combatendo traficantes bem armados.
    Mas também o que podemos esperar do governo se eles não dão nem suporte para essa tropa de elite da Força Nacional que veio nos ajudar a combater esses vagabundos, os caras vivem em condições desumanas.
    O mal do ser humano é achar que nunca vai acontecer com ele então temos que acabar com essa bagunça desses lergumenos para que não viesse a chorar amanhã.

  • Genilson Loiol comentou:

    Fala pessoal!!!

    Esse Blog é mais do que um interativo conjunto de informações onde todos se unem para participarem e deixar seus comentario.
    No meu caso, nem estou assustado pelo fato de que essas mazelas tanto da polícia militar, quanto da policia civil já se tornaram coisas substancias aos olhos das autoridades.
    Meu maior sonho é fazer parte da corporação da policia civil, na qual estou me preparando para prestar um concurso, que sabe lá quando vai abrir.
    Portanto, na verdade ñ ligo muito pro salário q cada policial civil recebe, mas sim, estar feliz no q sempre quis ser. Sei q a escolha pode ser errada, porém, queria estar certo realmente de minha escolha que pode ter aspecto positivos, tanto negativo.

  • dupcerj comentou:

    Marcos: pois é, temos um ditado interno :”o homem, quando vê-se em perigo, clama pela Polícia e pede ajuda à Deus; passado o pergio esquece-se de ambos”.

    Genilson: junte-se a nós então, lutamos por melhoras salariais sim, mas principalmente reformas internas da corporação, tem muita coisa errada. Se dedicar ao serviço policial é um mártir que poucos conseguem, pois normalmente ninguém nasceu em berço de ouro e o “bico” ou segundo emprego acaba ganhando mais dedicação do policial, a Polícia vira “bico”. Isso por vontade e escolha dos governantes.
    Mas lhe adianto uma coisa: apesar de tantas coisas ruins, apesar do risco, apesar de ser chutado como cachorro morto pelo Governo, apesar de ser mal falado pela sociedade, apesar de tudo, eu amo ser Policial Civil, e se esta casa mudar de nível e postura antes que eu consiga passar em outro concurso público, daí que não saio mesmo.

Deixe seu comentário!

Escreva seu comentário abaixo, ou faça um trackback do seu site.

Aviso: Você pode comentar esse artigo e expor suas idéias. Mensagens com palavrão, ofensas, injúria ou difamatórias serã o sumariamente excluídas. Exerça seu direito de expressão respeitando o direito de terceiros.

Gravatar habilitado. Para ter uma imagem pessoal exibida, registre seu Gravatar.